Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Corpo de militar morto em assalto a ônibus passa por necropsia no IML

Familiares aguardam a liberação para iniciar os ritos funerários neste sábado (14). Jax Garcia foi assassinado dentro de um ônibus, em Belém.

O Liberal

O corpo do cabo da Aeronáutica Jax Coelho Garcia, de 39 anos, segue no Instituto Médico Legal, no bairro do Bengui, em Belém, na manhã deste sábado (14), para onde foi levado na noite desta sexta-feira (13), após ser assassinado com dois tiros, um na cabeça, ao reagir a um assalto dentro de um ônibus da linha Marituba/Ver-o-Peso, perto das 21h.

VEJA MAIS

Assalto com reféns termina com cabo da aeronáutica assassinado dentro de ônibus Cabo da Aeronáutica, Jax Coelho Garcia, de 39 anos, foi morto com dois tiros, um deles na cabeça

Assalto com refém termina com cabo da aeronáutica morto e bandidos presos Segundo a Polícia Civil, os criminosos fugiram do primeiro coletivo tomado de assalto e, pouco depois, fizeram reféns os passageiros de outro ônibus na BR-316

O coletivo foi tomado por dois assaltantes de prenomes Anderson e Ivanilson, quando seguia pela avenida Pedro Álvares Cabral, no bairro da Marambaia. O militar levantou, sacou a arma e conseguiu imobilizar um dos homens, mas o outro, por trás, o atingiu com um tiro na coxa, e depois, com um outro disparo, na cabeça. 

"Ele estava em pé segurando o assaltante, mas caiu. Deitado no chão ainda implorou para que não o matassem'', recordou o cobrador do coletivo, Ramon de Jesus, 31 anos, horas depois na Seccional da Sacramenta, para onde o veículo foi levado com o corpo de Jax dentro.

A Polícia Civil acionou a perícia e a remoção da Polícia Científica e, embora o crime tenha ocorrido na altura do bairro da Marambaia, o caso foi registrado na Seccional da Sacramenta, por ter serviço 24 horas.

Neste sábado, familiares e amigos enfrentam a dor e a expectativa de conseguir prestar as últimas homenagens ao cabo da Aeronáutica, logo que o IML liberar o corpo da vítima. 

Assaltantes tomaram um segundo coletivo de assalto na BR-316

Após assassinarem o cabo da Aeronáutica, Jax Coelho Garcia, os dois assaltantes desceram do ônibus Marituba/Ver-o-Peso, roubaram uma moto de uma pessoa e seguiram um certo trecho nela. Em seguida, abandonaram o veículo e entraram em outro coletivo. Desta vez, o ônibus Aurá/Ananindeua, no início da BR-316, por volta das 21h30.

A sequência da ação dos dois assaltantes só terminou quase duas horas depois, com a rendição deles à Polícia Militar e a liberação de cerca de 35 pessoas, todas feitas reféns neste segundo veículo tomado na BR.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA