Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Chefe de facção do Pará comanda tráfico no Rio de Janeiro, diz Polícia Civil

Léo 41 tem base na Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, de onde comanda o tráfico nos bairros de Itaboraí e também no Bengui, em Belém

Fabyo Cruz

Leonardo Costa Araújo, o Léo 41, é apontado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro como o responsável pelo tráfico de drogas em dois bairros em Itaboraí, na Região Metropolitana. Ele é foragido do Pará e lidera a maior facção carioca em território paraense. Ainda de acordo com as informações da PC, dois conterrâneos o auxiliam no gerenciamento das vendas dos entorpecentes. As informações são do jornal Extra.  

VEJA MAIS

Sobe de 3 para 4 o número de paraenses mortos na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro
Segup afirma que todos eram investigados por envolvimento com facções criminosas

Morto na Vila Cruzeiro era mandante de 20 ataques a agentes de segurança no Pará
Mauri Edson Vulcão Costa, conhecido como “Déo”, era do alto comando do braço da maior facção criminosa do Brasil nas cidades de Belém e Abaetetuba

Saiba quem são os três traficantes paraenses procurados na Vila Cruzeiro, no RJ
Informações que ajudem as polícias a localizar os foragidos podem ser repassadas aos seguintes contatos: (21) 98849-6099 – Whatsapp; (21) 2253 1177 ou 0300-253-1177; além do aplicativo “Disque Denúncia RJ”

Léo 41 tem base na Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, de onde comanda o tráfico nos bairros de Itaboraí e também no Bengui, em Belém. As investigações apontam que Léo 41 atua em Porto das Caixas e Visconde, localidades que até o ano passado eram dominadas pela milícia.

No dia 23 de maio deste ano, uma operação policial na Vila Cruzeiro deixou 23 mortos, entre eles três paraenses.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA