Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Caso Yasmin: Polícia prorroga inquérito por mais 30 dias

Objetivo, explica delegado titular do caso, é complementar informações do inquérito, que segue sob segredo de justiça

Ana Carolina Matos / O Liberal

A Polícia Civil prorrogou por mais 30 dias o inquérito policial - que já soma mais de 400 páginas - que investiga a morte da influencer Yasmin Cavaleiro de Macêdo, que ficou conhecido "Caso Yasmin". O pedido foi feito nesta quarta-feira (12). Até agora, mais de 50 depoimentos foram colhidos pelas autoridades policiais, entre testemunhas e suspeitos.

"A prorrogação é um ato legal e muitas vezes natural em casos de grande complexidade. O objetivo é dar continuidade ou complementar algumas diligências", explica o delegado Cláudio Galeno, titular da Divisão de Homicídios e quem comanda a apuração sobre o caso.

VEJA MAIS

Caso Yasmin: médico legista chega à Divisão de Homicídios para terceiro depoimento Advogado do suspeito Euler Magalhães - ele não é mais considerado testemunha no caso - informa que o médico legista pode trazer informações novas

Caso Yasmin: Médico legista será ouvido pela terceira vez nesta quinta, 13 Euler Cunha deve apresentar informações complementares que podem contribuir para elucidar o caso

Na última semana, caso entrou em sigilo de Justiça. Segundo o delegado Cláudio Galeno, a medida foi necessária para resguardar as investigações. "Nós precisávamos que o sigilo fosse decretado judicialmente justamente para proteger algumas pessoas que não precisavam ser expostas, como testemunhas. E também algumas diligências dentro do inquérito policial", detalha. 

Caso Yasmin: Confira o que se sabe sobre a morte da influencer A influencer faleceu durante um passeio de lancha pelo Furo do Maguari, em Belém, no dia 12 de dezembro de 2021

Caso Yasmin: Polícia segue com investigação para definir causa da morte de influencer Jovem morreu na noite de 12 de dezembro, após desaparecer na água

Questionado sobre o resultado do laudo cadavérico que apontou a morte da influenciadora, o delegado afirmou que não pode detalhar o assunto durante o desenrolar das investigações.  "Todo e qualquer conteúdo que versa sobre o caso Yasmin esta blindado por sigilo. Eu jamais poderia expor o que tem dentro dos autos e muito menos documentos que lá estão", conclui.

Caso Yasmin: polícia volta a ouvir testemunhas após quase um mês da morte da jovem De acordo com alguns advogados de defesa de envolvidos no caso, o inquérito policial entrou em sigilo na última sexta-feira (07)

 
Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA