Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Caso Amanda: padre lamenta morte de menina durante homilia no Marajó 

Durante discurso, líder religioso afirmou que a cidade de Anajás - que foi palco do crime brutal - tem se tornado um lugar violento

O Liberal

Tudo o que diz respeito à curta história de vida de Amanda Ribeiro, de 10 anos, tem tido grande repercussão no município marajoara após o desaparecimento da criança no último dia 7, e o achado do corpo dela no sábado (11), amarrado com fio elétrico sob um trapiche do Rio Afuá.

Um vídeo com a menina brigando com outra criança ganhou repercussão em grupos de WhatsApp, com adultos enviando o filme entre grupos de amigos. Na contramão da ânsia por notícias trágicas, um religioso utilizou o coreto de uma praça em Afuá, para criticar a onda de violência urbana que paira sobre o município marajoara, na concepção dele.

VEJA MAIS

Caso Amanda: pai de menina morta no Marajó diz que prestou depoimento na delegacia; vídeo
Em vídeo que circula nas redes sociais, o pai de Amanda Ribeiro, encontrada morta no último sábado (11), comenta sobre o depoimento para a polícia

Caso Amanda: ‘Loro’ é preso como um dos suspeitos de envolvimento no crime
O suspeito foi encaminhado à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), onde está à disposição do Poder Judiciário

Relembre quatro casos de violência contra crianças no Marajó, no Pará
O caso da menina Amanda, encontrada morta na região, está chamando a atenção dos paraenses pela brutalidade do assassinato

O padre local afirmou que Afuá tem se tornado um lugar violento, com o registro de assassinatos de forma violenta, como ocorreu com a criança de 10 anos. Em homilia para um grupo de pessoas, ele classificou o homicídio de Amanda como "covarde e brutal", nas palavras do padre.

Amanda Ribeiro saiu de casa no dia 7 deste mês, e após quatro dias desaparecida foi encontrada no último domingo (11), amarrada com fios elétricos, embaixo de um trapiche do município de Anajás, no Marajó.

Caso Amanda: menina foi morta no Marajó por possível dívida de drogas do pai, aponta Polícia Civil
O delegado-geral Walter Resende, em entrevista coletiva nesta segunda (13/06), confirma que criminosos mantiveram Amanda em cativeiro até que acabaram matando a menina

Caso Amanda: pai de menina morta no Marajó diz que prestou depoimento na delegacia; vídeo
Em vídeo que circula nas redes sociais, o pai de Amanda Ribeiro, encontrada morta no último sábado (11), comenta sobre o depoimento para a polícia

Marajó: polícia mata suspeito de assassinar criança em Anajás; duas pessoas foram presas
A informação foi confirmada pela governador Helder Barbalho, pelas redes sociais, neste domingo (12/06)

A Polícia Civil investiga o caso, já prendeu um adulto e apreendeu uma adolescente, suspeitos de envolvimento no crime. Eles foram trazidos para Belém. Um terceiro homem supostamente envolvido, Josué dos Santos Gomes, mais conhecido como "Durão", morreu durante a intervenção policial para prendê-lo. Ele foi apontado como o mandante do crime, a princípio, motivado por dívidas de drogas do pai de Amanda. 

A PC segue investigando o caso e há suspeitas de mais pessoas envolvidas no bárbaro assassinato da garota.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA