Assaltante que levou mais de R$ 200 mil de estabelecimento comercial é preso no sudeste do Pará

Alan Freemont é apontado como líder de associação criminosa

Redação Integrada

 

Acusado de participar de um assalto ocorrido em fevereiro do ano passado, ocasião na qual foram levados aproximadamente R$ 200 mil, Alan Rogério Modesto Coelho, conhecido pelo apelido de Alan Freemont, de 36 anos, foi preso nesta quinta-feira (10), no município de Paragominas, no sudeste do Pará. 

Alan Freemont teria planejado e participado de um assalto ocorrido em Belém no 11 de fevereiro do ano passado, quando foram subtraídos pelo menos R$ 200 mil de um estabelecimento comercial. Ele e outros envolvidos no crime renderam os vigilantes e saquearam o local. 

As investigações que culminaram com a prisão de Alan Freemont conduzidas pela pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão a Roubos a Banco e Antissequestro (DRRBA), vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e da Divisão de Repressão a Furtos e roubos (DRFR). Ele é apontado, de acordo com as apurações policiais, como líder e articulador de uma associação criminosa especializadas em ações de arrombamentos de cofres de agências bancárias, casas lotéricas e empresas. 

Após as investigações que chegaram até a identidade de Alan Freemont, foi feito pedido de prisão preventiva dele. A solicitação de prisão foi apresentada e deferida pela 11ª Vara Criminal de Belém. Diante da existência de mandado de prisão, equipes da DRRBA/DRCO e da DRFR conseguiram localizar o suspeito e dar cumprimento à ordem judicial efetuando a prisão, por volta de 6h. 

O acusado tem extensa ficha criminal registrada na Justiça paraense. Alan Freemont já responde por crime de receptação, furto qualificado, roubo majorado, extorsão mediante sequestro e violação de sigilo funcional. Em 2010, ele também foi preso por suspeita de participação na morte de um jovem, no bairro do Tenoné, em Belém. 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!