logo jornal amazonia

Açougueiro é morto com facada no coração durante briga em Marabá

O crime ocorreu no início da madrugada desta segunda-feira (31)

O Liberal
fonte

Um açougueiro identificado como Edevarn Gomes da Silva, 48 anos, foi morto com facada que atingiu o coração no início da madrugada desta segunda-feira (31), durante uma briga, na Vila São José, distante 8 km da cidade de Marabá, no sudeste do Pará, às margens da BR-230. O homicídio fugiu do local após cometer o crime e ainda não foi capturado pela Polícia Civil. Com informações do site Portal Debate.

A cunhada da vítima, identificada como Andressa, informou que Edervan consumia bebida alcoólica no interior de um açougue onde trabalhava, em companhia do suspeito conhecido como Ronne. Por volta das 1h, começou a confusão entre os dois,  no primeiro momento, o cunhado foi ferido a golpes de faca em uma das mãos pelo seu desafeto.

Depois disso, Ronne se dirigiu para sua casa e armou-se com uma espingarda e uma faca tipo “peixeira”. Ao chegar a casa da família de Edervan, o suspeito efetuou vários disparos de arma de fogo contra Edervan. Andressa e o esposo, cujo nome não foi divulgado, entraram em luta corporal com o assassino para tentar salvar o parente.

Ao ver os familiares em apuros, Edervan entrou na briga, porém foi atingido por Ronne  com uma facada na região torácica, logo acima do coração, e teve morte instantânea. Depois de matar a vítima, o assassino fugiu da cena do crime. Durante as diligências, a Polícia Militar foi até a casa do suspeito, mas a esposa afirmou que o homicida não estava em casa.

Por meio de nota, a  Polícia Civil informou que “o caso é investigado pela Delegacia de Homicídios de Marabá. A vítima sofreu lesões de arma branca e não resistiu aos ferimentos. O suspeito do crime foi identificado e diligências estão sendo realizadas para coletar mais informações e localizá-lo”. Segundo a PC, as informações que auxiliem nas investigações podem ser repassadas via Disque-Denúncia, número 181. O sigilo é garantido.

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA