UFPA integra instituto voltado para estudos sobre a contaminação por mercúrio na Amazônia

A ideia é produzir pesquisa científica, treinamento profissional e engajamento comunitário para enfrentar o problema

Camila Guimarães
fonte

A Universidade Federal do Pará (UFPA) e outras seis universidades da Amazônia se uniram para criar o Instituto Amazônico do Mercúrio (Iamer) - grupo de estudo sobre a contaminação do metal na região. A ideia é produzir pesquisa científica, treinamento profissional e engajamento comunitário para enfrentar o problema, que afeta o meio ambiente e a saúde pública das comunidades.

As instituições científicas que compõem o grupo são as universidades federais do Pará (UFPA), do Oeste do Pará (Ufopa), do Amapá (Unifap) e de Rondônia (Unir), além da Universidade de Gurupi, no Tocantins (UnirG) e da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

VEJA MAIS

image Pesquisa da Fiocruz identifica mercúrio em amostras de cabelo de indígenas Yanomami
Metal é associado ao garimpo, apontado como principal responsável pela crise humanitária que atinge as aldeias na região

image MPF recomenda que municípios do Pará façam o controle do solo contaminado por mercúrio no Tapajós
Estudos mostram que indígenas Munduruku correm risco permanente de saúde devido ao uso do produto em atividade de mineração

“As ações do Iamer vêm facilitar o trabalho que está sendo realizado por muitos grupos da Amazônia, porque traz visibilidade e capacidade de articulação na hora de conseguir recursos. Vai melhorar o desempenho do gasto público para essas ações. A ideia é nos apoiarmos, mutualmente, aqui na Amazônia”, explica a coordenadora do Iamer, Maria Elena Crespo López, que também é professora da UFPA.

O mercúrio é um metal que, em temperatura ambiente, apresenta forma líquida usada na mineração, para separar o ouro de minerais sem valor comercial. Nesse processo, o mercúrio acaba se espalhando pela água, pelo solo e pela atmosfera (uma vez que ele também se volatiliza, no processo de sua separação do ouro), e o contato com organismos vivos, como animais e pessoas, causa sérios males à saúde. Com informações de CNN Brasil.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Pará
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ