Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Supermercados exigem comprovante de vacinação apenas para acesso às lanchonetes

A exigência começou a valer a partir desta segunda-feira (06), após o decreto estadual que tornou obrigatória a comprovação da vacinação anticovid-19 no Pará

João Thiago Dias / O Liberal

Nas lanchonetes das dependências dos supermercados do Pará, a partir desta segunda-feira (06), foi tornada obrigatória a apresentação da carteirinha de vacinação para comprovar as duas doses do imunizante contra a covid-19. Entretanto, a documentação não precisa ser apresentada para a realização das compras nos outros espaços dos supermercados.

A medida foi tomada após a publicação do Decreto 2.044/2021, nesta segunda, pelo Governo do Pará, que instituiu a Política Estadual de Incentivo à Vacinação contra a Covid-19 e tornou obrigatória a comprovação da vacinação no Pará.

A presença de pessoas não vacinadas nas lanchonetes desses estabelecimentos poderá ser possível desde que seja comprovada, por atestado médico apresentado com comprovante de identificação, a impossibilidade de administração de quaisquer das vacinas dispensadas contra a covid-19 pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Neste caso, será exigida a apresentação de exame RT-PCR negativo, realizado nas últimas 48 horas. 

Aspas

Em nota, a Associação Paraense Supermercados (Aspas) detalhou as novas regras. "Com a entrada em vigor do Decreto Estadual 2.044/21, informamos que o comprovante de vacinação, físico ou digital, será exigido apenas para o acesso aos restaurantes/lanchonetes que funcionam nas dependências dos supermercados.
O Decreto não estabelece a exigência do comprovante de vacinação para fazer compras em supermercados".

Em Belém, dentro de um supermercado localizado na avenida José Bonifácio, no bairro de Fátima, o dia foi de adaptação. De acordo com a direção do estabelecimento, um fiscal ficou orientando os consumidores na entrada da lanchonete, que funciona das 8h às 20h, com lanches e buffet.

Desde o início da pandemia, é disponibilizado álcool em gel e luvas plásticas para quem vai comprar refeição nessa área de alimentação do supermercado. O uso de máscara também seguiu de forma obrigatória ao longo da pandemia. A partir desta segunda, ainda no formato de orientação, também começou a ser pedida a carteirinha física ou digital. A partir desta terça-feira (07), segundo a direção, o rigor será maior para a fiscalização de entrada na lanchonete.

Consumidora cautelosa

Para a assistente social Janaína Barbosa, que frequentou a lanchonete do supermercado da avenida José Bonifácio na tarde desta segunda, andar com a carteirinha física de vacinação em mãos já se tornou um hábito para quem tem cautela.

"Mais cedo, fui à academia e levei a carteirinha. Agora, trouxe para o supermercado. Ando com esse documento na bolsa para qualquer lugar que vou. Como tenho um filho que faz Medicina, já existe essa consciência maior na família", comentou Janaína.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ