Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Socorristas do Samu sofrem tentativa de agressão durante atendimento em Santarém

O caso aconteceu no bairro Mapiri, durante assistência a uma vítima de agressão na noite do último sábado (9)

Andria Almeida

Socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) sofreram uma tentativa de agressão na noite do último sábado (9) em Santarém, no oeste paraense. O incidente aconteceu enquanto a equipe fazia o atendimento de uma vítima de agressão no bairro Mapiri. 

O coordenador de atendimento do Samu, Joziel Colares, contou que a equipe foi acionada para atender uma ocorrência de agressão física mas, enquanto aguardava a chegada da Polícia Militar no local, teria sido hostilizada por um grupo de pessoas e a ambulância que os conduzia atingida com pedaços de paus.

Apesar da ameaça, ninguém da equipe do Samu ficou ferido. Após a chegada de duas viaturas da PM, os socorristas puderam fazer o atendimento da vítima, que estava inconsciente, e encaminhá-la para o Pronto-Socorro do município.

O Samu enfatiza que em casos que envolvam vítimas de agressão física, esfaqueamento e baleamento, a equipe sempre conta com o apoio da polícia para garantir a integridade dos socorristas. “A gente só segue para o local da ocorrência com o suporte da polícia. Se a polícia não estiver conosco não tem como dar efetividade ao atendimento porque pode ocorrer de sermos hostilizados, como aconteceu aqui. Nós não tínhamos nem chegado ao no local, estávamos a uns 300 metros, e já fomos atacados”, relatou.

O coordenador do Samu fez um desabafo sobre o caso.”Nossa equipe foi hostilizada e quase agredida por pessoas que infelizmente não respeitam quem está a serviço da sociedade. Quero aqui esclarecer às pessoas que, infelizmente, cometeram essa agressão que nós, do Samu, somos chamados para salvar vidas, e procuramos atender a população da melhor forma possível, qualquer que seja a vítima ou paciente, com um atendimento diferenciado e humanizado. Por isso tenham consideração e respeito por esses profissionais que, mesmo colocando suas vidas em risco, fazem o máximo que podem para salvar a vida de quem necessita".

O Samu informou que decidiu não registrar o caso na delegacia.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ