Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Santarém investiga primeiro óbito por suspeita da doença da 'urina preta'

Genivaldo Cardoso de Azevedo, de 55 anos, foi atendido no HMS, mas não resistiu e morreu no início da manhã de hoje

Andria Almeida / O Liberal, de Santarém

Genivaldo Cardoso de Azevedo, de 55 anos, faleceu na manhã desta terça-feira (7), no Hospital Municipal de Santarém. Ele deu entrada na unidade apresentando sintomas compatíveis ao da ‘doença da urina preta’, que é causada por uma toxina encontrada em determinados peixes, provocando lesões nos músculos e nos rins.

Genivaldo Cardoso de Azevedo trabalhava como mototaxista (Arquivo pessoal)

O diretor do Hospital Municipal de Santarém,, Alberto Tolentino Sotelo, informou que recebeu ontem, 6 de setembro, um homem com sintomas parecidos com a doença de Haff, conhecida popularmente como "doença da urina preta".

VEJA MAIS

Diretor de Hospital explica sintomas do 1º caso de morte com suspeita de 'Urina preta' em Santarém Genivaldo Cardoso de Azevedo, de 55 anos, apresentou escurecimento da urina e dores musculares

O homem chegou com quadro clínico delicado, recebeu atendimento da equipe médica da estabilização do HMS, mas não resistiu e morreu no início da manhã de hoje. Por se tratar de um caso suspeito da doença de Haff, os órgãos competentes foram acionados para seguir os protocolos técnicos.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ