Salinópolis tem queda de movimento após repercussão negativa de lixo e aglomerações

Redação Integrada

O último final de semana de julho teve novamente grande movimentação nas praias de Salinópolis, mas com redução considerável em relação aos anteriores. Comerciantes do Atalaia e Município de Salinópolis avaliam que houve uma queda de 30 a 40% no número de veranistas no local, em relação ao final de semana dos dias 18 e 19.

O motivo da diminuição, segundo o presidente da Associação dos Barraqueiros do Atalaia e Município de Salinópolis, pode ter sido a repercussão negativa em relação ao lixo e aglomeração de pessoas nos finais de semana anteriores; assim como a possibilidade de fechamento de Salinópolis, cogitada para ocorrer neste final de semana, mas não concretizada.

O lixo, inclusive, é unanimidade entre os aspectos que incomodam no balneário. Desde veranistas, até moradores e comerciantes, reclamam principalmente da grande quantidade de garrafas de vidro do tipo long neck deixadas nas areias. Diferente das latinhas de metal, as garrafas de vidro não são recolhidas pelos catadores, por conta da dificuldade de escoamento do material na reciclagem, dificultando sua venda.

A reportagem de O Liberal esteve no município e observou que as barreiras sanitárias nas estradas seguem em funcionamento. Ônibus e vans de passeio, com os chamados piqueniques, estão entre os principais veículos barrados de entrar no município, já que a modalidade segue proibida.

De acordo com informações preliminares dos guardas das barreiras, desde o início da ação, no dia 20 de março, o número de veículos abordados por dia aos finais de semana chega a 9,4 mil, reduzindo em dias de semana. Até o momento, 10 prisões por alcoolemia, quando o condutor do veículo está sob o efeito de bebidas alcoólicas, foram registradas.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM PARÁ