PF apreende peixes ameaçados de extinção no aeroporto de Altamira

A ação começou após o recebimento de denúncia anônima de que haveria transporte de peixes no aeroporto

Eduardo Rocha

Agentes da Polícia Federal conseguiram apreender, na tarde desta segunda-feira (23), três malas com peixes ameaçados de extinção transportados irregularmente no aeroporto do município de Altamira (PA). Duas mulheres foram presas e uma terceira conseguiu fugir.

A ação da PF começou após o recebimento de denúncia anônima de que haveria transporte de peixes no aeroporto de Altamira. Uma equipe de policias se dirigiu até o local e, lá chegando, constatou que havia três malas suspeitas.

As malas foram, então, verificadas pelos agentes, de uma companhia aérea, e foi confirmado que alguém estava transportando grande quantidade de líquido.

Ao abrirem as malas, os policiais encontraram diversos sacos plásticos contendo peixes. As malas pertenciam a três mulheres. Uma delas conseguiu se evadir do local. Porém, as outras duas foram conduzidas pela PF para a delegacia para prestar esclarecimentos.

Os peixes foram conduzidos para o Laboratório de Aquicultura de Peixes Ornamentais do Xingu, da Universidade Federal do Pará (UFPA), onde foram analisados por professor. De lá, os animais foram encaminhados para o Ibama, que dará destino aos animais.

Após o laudo, a espécie dos peixes foi confirmada como sendo Conorhynchos conirostris, nome popular pirá-tamanduá, uma espécie endêmica do rio São Francisco e que está ameaçada de extinção, segundo o ICMBio.

Como informa a PF, se confirmadas as suspeitas e após as oitivas, as mulheres detidas poderão responder pelo crime da Lei 9605/98, indicando que quem transporta, comercializa, beneficia ou industrializa espécimes provenientes da coleta, apanha e pesca proibidas pode cumprir como pena detenção de um ano a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente.

"Ainda não se sabe o valor comercial dos peixes, nem de onde vieram, mas o voo tinha como destino final Manaus, com escala em Belém", relatou a PF.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ