Pará é o quarto estado da região norte mais afetado pelo novo coronavírus

Estado registra o mesmo número de Tocantins nos casos confirmados até esta quinta-feira (25): sete

Redação Integrada

Com o boletim divulgado na tarde desta quarta-feira (25) pelo Ministério da Saúde (MS) e a confirmação de sete casos de covid-19 no Pará, o estado divide com Tocantins - que também registrou sete testes positivos da doença - a quarta colocação no ranking dos estados da região norte mais afetados pelo novo coronavírus. 

Amazonas, com 54 casos; e Acre, com 23, lideram o número de casos confirmados na região. O Amazonas registrou a única morte por conta de complicações causadas pela covid-19, o paraense Geraldo Sávio, de 49 anos, que estava morando em Parintins, a 369 quilômetros de Manaus, capital do Amazonas.

Roraima, com oito casos confirmados; Rondônia, com cinco registros; e o Amapá, com apenas uma confirmação de infecção, completam o quadro da região até a tarde desta quarta-feira. 

A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) já tinha divulgado os dois novos casos no Estado – até a terça-feira eram cinco --  e a situação da incidência da Covid-19 no Estado deverá ser detalhada em pronunciamento do Governo do Estado no final desta tarde.

Os casos confirmados nesta quinta são de um casal que reside no município de Ananindeua. A paciente tem 35 anos e esteve em São Paulo, no Rio Grande do Sul e no Distrito Federal. O segundo caso é o marido dela. Ambos estão em isolamento domiciliar e em com quadro de saúde estável, disse a Sespa. 

O Brasil registrou, até as 15 horas desta quarta-feira (25): 2.433 casos confirmados e 57 óbitos.

Prefeitura disponibiliza contato

Durante 24 horas por dia, a Prefeitura de Belém mantém o telefone (91) 98417-3985 para informações gerais e casos de suspeitas de covid-19. Há outros canais, para situações menos urgentes, que funcionam de 8h às 22h: (91) 3184-6110, (91) 98568-3067 e (91) 98568-6203. Nas redes sociais da Prefeitura há também informações oficiais sobre a doença e formas de prevenção

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM PARÁ