Pará deve enfrentar fortes chuvas nesta quinta-feira, alerta Defesa Civil Nacional

Conforme informações do Inmet, os acumulados de chuvas podem chegar a 100 milímetros por dia, com ventos de até 100 quilômetros por hora

Gabriel Pires
fonte

Após dias seguidos marcados por fortes chuvas no Pará, esta quinta-feira (10) também tem previsão de intensos temporais. O alerta foi feito pela Defesa Civil Nacional nesta quarta-feira (9), que destaca que toda a região Norte terá chuvas, além de tempestades no Sudeste do país. Para além do Pará, dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) confirmam que os estados do Amazonas, Rondônia, Amapá, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo deverão ser os mais afetados. Há, também, possibilidade de tempestades em áreas do estado de Goiás.

Conforme informações do Inmet, os acumulados de chuvas podem chegar a 100 milímetros por dia, com ventos de até 100 quilômetros por hora. E, ainda, há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, estragos em plantações, alagamentos e descargas elétricas.

VEJA MAIS 

image Belém foi a segunda capital onde mais choveu no Brasil no mês de abril
A líder no volume de chuvas foi Macapá. Já Rio Branco, São Paulo e Campo Grande tiveram um abril bem seco.

image Belém foi a segunda capital onde mais choveu no Brasil no mês de abril
A líder no volume de chuvas foi Macapá. Já Rio Branco, São Paulo e Campo Grande tiveram um abril bem seco.

image VÍDEO: chuva alaga vários pontos de Belém na tarde desta terça-feira
Um dos pontos de alagamento foi avenida Fernando Guilhon com a travessa Quintino Bocaiúva

A partir desse cenário, o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) já comunicou as defesas civis estaduais do risco e opera com equipes de plantão para acompanhar o registro de qualquer ocorrência significativa.

O coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres da Defesa Civil Nacional, Tiago Molina Schnorr, explica a importância de que a população fique atenta às informações oficiais e aos locais onde serão divulgados os alertas, além de adotar medidas de autoproteção.

“É fundamental que a população adote algumas medidas de prevenção, como desligar aparelhos elétricos e quadro geral de energia. Em caso de enxurrada, coloque documentos e objetos de valor em sacos plásticos. Já em situação de grande perigo confirmada, procure abrigo e evite permanecer ao ar livre. É importante que a população fique atenta às informações oficiais e aos locais onde serão divulgados os alertas, além de adotar as medidas de autoproteção”, disse.

Nos casos de rajadas de vento, a Defesa Civil Nacional recomendou que as pessoas não se abriguem debaixo de árvores, porque há risco de queda e descargas elétricas, além de não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

Orientações

No comunicado, a Defesa Civil Nacional também orientou os moradores das regiões de risco a se inscreverem nos serviços de alerta, enviando um SMS com o CEP do local onde mora, ou outro local de interesse, para o número 40199.

Não há limite de locais cadastrados e o serviço é totalmente gratuito para a população. A partir da previsão de desastre, a população receberá um aviso contendo informações de risco e orientações para a autoproteção.

Outra recomendação é ficar atento aos alertas publicados no Twitter da Defesa Civil Nacional (@defesacivilbr) e do Instituto Nacional de Meteorologia (@inmet_).

(Gabriel Pires, estagiário, sob a supervisão do coordenador do Núcleo de Atualidades, João Thiago Dias)

Palavras-chave

Pará
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ