Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Operação Tanque Cheio apura indícios de fraude entre os anos de 2017 e 2020 na Prefeitura de Óbidos

A operação iniciou nesta manhã (11) e conta com a colaboração do ex-prefeito e funcionários

O Liberal

Prefeitura de Óbidos foi alvo da operação “Tanque Cheio”, deflagrada nesta quarta-feira (11), pela Polícia Civil, por meio da Diretoria Estadual de Combate à Corrupção (DECOR) e o Núcleo Avançado de Inteligência (NAI/Santarém). A investigação tem como objetivo apurar indícios de irregularidades em processos licitatórios que teriam sido praticados pela gestão municipal do ex-prefeito Francisco José Alfaia de Barros entre os anos de 2017 a 2020.

De acordo com a Polícia, há indícios de fraude na licitação e gasto elevado no pagamento de combustíveis e lubrificantes para a frota municipal. Ao todo, três mandados de busca e apreensão foram cumpridos no município da região oeste do Pará. 

No site oficial da Prefeitura, uma postagem foi publicada informando que os servidores do Executivo e das secretarias municipais seguiram com as rotinas administrativas normalmente, enquanto que o Setor Jurídico, Administração e Finanças da Prefeitura de Óbidos deram suporte às equipes da Polícia Civil no acompanhamento, busca e apreensão de arquivos referentes ao período acima citado.

Por telefone, Marjean da Silva Monte, advogado do ex-prefeito Chico Alfaia, afirmou que o então prefeito é citado no processo como um dos investigados, já que a ele cabia a função de ordenador das despesas, mas que não há mandado de busca e apreensão direcionado à figura de Alfaia. “Se houve alguma irregularidade, não houve nenhuma participação dele nisso”, frisou a defesa.

Ainda de acordo com o advogado, as questões relativas à licitação de combustíveis no município envolvem expressamente apenas a Prefeitura e o vencedor do processo, que seria o mesmo empresário fornecedor desde a gestão anterior à 2017 até o presente. “Somente ele participa e consequentemente ganha todas as licitações. Outros empresários locais não participam porque tem problemas de documentação ou não gostam de vender para a Prefeitura. O próprio ex-prefeito chegou a convidar outros postos mas só ele atendeu ao chamando e acabou ganhando o pregão”, disse Monte.

“A defesa vai colaborar com o que precisar nessa investigação. Chico Alfaia está disponível para prestar qualquer esclarecimento e ele é o primeiro interessado em conhecer os envolvidos”, destacou.

Palavras-chave

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ