Macapaense que apontou 'apropriação' cultural do Pará critica parcialidade da mídia

Juliana Campos publicou um vídeo do Tik Tok reagindo aos posicionamentos diante da repercussão do tema na imprensa e redes sociais paraenses

Redação Integrada

A macapaense Juliana Campos ficou conhecida na internet nas últimas semanas após ter publicado um vídeo acusando o Pará de supostamente se “apropriar” da cultura nortista. A postagem, feita pelo aplicativo Tik Tok, rendeu mais de 8 mil visualizações.

As alegações da estudante de veterinária são de que não existe gastronomia, música e cultura paraenses, mas, sim, nortista, já que todas possuem as mesmas características. Juliana também defendeu que a expressão ‘égua’, atribuída aos parauaras, já é de domínio de muitos nortistas, assim como o açaí e a maniçoba também já romperam as fronteiras do Pará.

O Portal OLiberal.com publicou, no último dia 31 de dezembro, uma matéria que repercutia os comentários feitos por vários internautas sobre o assunto e, também inseriu o conteúdo do vídeo produzido por Juliana. 

LEIA MAIS:

- 'O égua é de todos', dispara amapaense ao apontar 'apropriação' do Pará sobre a cultura nortista

No último domingo (3), Juliana utilizou as redes sociais para publicar um vídeo se posicionando diante da repercussão do tema na mídia paraense. “Meus amigos me avisando que saí em jornal e páginas no Pará”, diz. E, em seguida, reage ao ver que não há comentários complementando ou apoiando a opinião expressada por ela. 

 

 

Em certo ponto do vídeo, Juliana ‘encena’ uma situação em que aparece com a vista coberta por um pano e diz ter sido esse o posicionamento da imprensa ao não permitir que ela também pudesse expor a sua opinião sobre o que a levou a gravar o vídeo.

A Redação Integrada de OLiberal.com tentou entrar em contato com Juliana Campos na última quarta (6) e também na quinta-feira (7) para falar sobre a repercussão do vídeo, mas a estudante optou pelo silêncio.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ