Instituições particulares do Pará suspendem aulas contra a epidemia do coronavírus

Faculdades e escolas formaram comitês de orientação e prevenção enquanto não houver caso confirmado no Pará

Victor Furtado

Instituições de ensino superior e escolas da rede privada do Pará se organizam para prevenir fatores de risco frente ao avanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil. Diversos estabelecimentos como Faci-Wyden, Unama, Uninassau, Feapa e Cesupa suspenderam as aulas. Outras criaram comitês de orientação e prevenção, enquanto não se tem casos confirmados no Pará, e  implementam diretrizes de segurança junto às comunidades acadêmicas.

LEIA MAIS:
- Rede estadual de educação paralisa atividades, incluindo UEPA
- Prefeitura de Ananindeua suspende aulas no município
- Prefeitura de Belém anuncia suspensão das aulas na rede municipal
- UFPA, UFRA, Unifesspa e IFPA suspendem aulas

Sediada em Belém, a Faculdade de Estudos Avançados do Pará (Feapa) também anunciou suspensão de suas atividades, incluindo aulas e outros eventos de 17 a 23 de março. A faculdade confirmou as atividades administrativas e de apoio seguirão normalmente, até nova orientação.

Nesta terça-feira (17), os Colégios Marista Nossa Senhora de Nazaré, Colégio Ideal, Santa Rosa  e Equipe anunciaram a suspensão das aulas por conta da pandemia de coronavírus a partir desta quarta (18). No Marista, a suspensão será no período de 18 a 31 de março, enquanto o Equipe paralisará as atividades entre 17 e 30 de março de 2020.

O Colégio Da Vinci suspendeu atividades esta terça (17) por uma semana, podendo prorrogar esse prazo. O colégio La Salle, de Ananindeua, fechará as portas de 19 de março a 5 de abril. As Escolas Madre Celeste também suspenderam aulas de 18 a 29 de março. O colégio Alfa também suspendeu atividades de 18 ao dia 21 de março, nas unidades João Paulo, Curuzu e Salinópolis. Outras instituições que também já pararam ainda definem o calendário de retorno. 

A Universidade Federal do Pará (UFPA) também anunciou esta terça a parada das suas atividades do dia 19 ao dia 12 de abril. As redes públicas de Belém, Ananindeua e também a rede estadual de educação, incluindo a Universidade do Estado do Pará (UEPA), também suspenderam atividades nesta terça. A rede estadual parou até dia 31 de março. As redes municipais de Belém e Ananindeua parou atividades a contar a partir deste dia 18. Belém fechas as escolas por 15 dias. Ananindeua, até dia 31. Marituba ainda decide o que fará.

Nem o Ministério da Saúde e nem a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) fizeram recomendações de suspensão total de atividades, uma vez que até esta terça (17) nenhum caso de coronavírus é registrado do Pará. Nesta segunda-feira (16), o governador Helder Barbalho assinou um decreto que proíbe, no território estadual, eventos com 500 pessoas ou mais. Bem antes disso, várias as universidades públicas e escolas e faculdades particulares já estavam com eventos suspensos.

Eventos que teriam a participação de convidados de outros estados (ou países), onde há casos confirmados, estão suspensos ou serão feitos por vídeoconferências. Atividades fora de sala de aula também estão sendo canceladas. Estudantes, professores, funcionários ou servidores devem ficar atentos aos informes internos e seguir todas as recomendações.

 

Em caso de sintomas muito fortes de viroses respiratórias — tosse forte, falta de ar, febre acima de 37,5 °C —, o recomendável é contatar a Vigilância Epidemiológica do município de Belém, por meio do telefone (91) 98417-3985, ou órgãos de saúde dos demais municípios. Há também o telefone 136, do Ministério da Saúde. Nas lojas de aplicativos para Android e iOS, há um app oficial sobre o novo coronavírus, feito pelo SUS. Ainda há algumas instabilidades, mas é funcional.

Dentro dos campi que ainda estão funcionando, como o da Universidade dederal do Oeste do Pará (Ufopa), as recomendações são as mesmas do Ministério da Saúde: lavar bem as mãos e pulsos ou usar álcool gel para higienização; evitar contatos físicos desnecessários, cobrir boca e/ou nariz ao tossir e/ou espirrar; não compartilhar alimentos e/ou talheres; higienizar estações de estudo ou trabalho; ao retornar de viagens onde há casos confirmados, com ou sem contato com casos suspeitos, é importante acionar os órgãos municipais de saúde e se afastar de atividades de estudo ou trabalho por, pelo menos, 14 dias. Viagens para o exterior ou áreas com casos confirmados estão sendo canceladas.

 

;

CESUPA

Na manhã desta segunda (16), o Cesupa determinou a suspensão, em suas dependências, de eventos como palestras, seminários e afins, durante todo o mês de março e, durante a noite de hoje, a suspensão das atividades acadêmicas em todas as Unidades da instituição até o dia 21 deste mês.

De acordo com a nota divulgada pelo Centro Universitário, a medida foi definida a partir da indicação de um caso suspeito, notificado às autoridades sanitárias e declarado por discente da Argo (Unidade Alcindo Cacela 1) na tarde de segunda (16), que ainda está no aguardo da confirmação do exame específico. Novos informes institucionais serão divulgados a partir do resultado do referido caso.

O Cesupa está atento aos boletins emitidos pelas autoridades de Saúde e diariamente avaliando novos direcionamentos institucionais a respeito da Covid-19.

Dentre as instituições particulares, a Faci-Wyden confirmou que as aulas também estão mantidas, mas com diversas recomendações de segurança e prevenção. Eventos, por outro lado, estão cancelados.

Em notas publicadas nas redes sociais digitais, a Unama e a Uninassau informaram a suspensão de aulas de graduação e pós-graduação presenciais em todas as unidades. Por enquanto, a suspensão é válida até o dia 30 deste mês. Mas é possível antecipar o fim da medida ou prolongar, conforme a atualização da situação epidemiológica do estado e do país. Ambas pedem respeito total às orientações do Ministério da Saúde.

Para manter a população informada a respeito do novo coronavírus, o Ministério da Saúde atualiza, diariamente, os dados na Plataforma IVIS, com números de casos descartados e suspeitos, além das definições desses casos e eventuais mudanças que ocorrerem em relação a situação epidemiológica. Os dados locais do Pará só costumam ser atualizados, pela Sespa, à noite.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM PARÁ