Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Especialistas explicam os sinais de alerta para socorrer vítimas de AVC em praias e balneários

Alguns cuidados são necessários também para evitar que esses acidente ocorram, como a prática de atividades físicas e consultas regulares

Camila Azevedo

Em julho e início de agosto, é comum que muita gente viaje para os balneários em virtude das férias. No entanto, é necessário ficar atento com determinados problemas de saúde que podem ocorrer nesse período. O Acidente Vascular Cerebral, popularmente conhecido como AVC, é um deles. A prevenção passa por hábitos de vida mais saudáveis que previnem a doença.

O AVC ocorre quando há uma redução do fluxo de sangue ou um sangramento no cérebro. O neurologista Antônio de Matos explica que é fundamental reconhecer os primeiros sinais para agir a tempo e salvar uma vida. “Os sintomas são dor de cabeça súbita e intensa, perda da força ou dos movimentos de um lado do corpo, dificuldade para falar, confusão mental, formigamento ou desmaio”, destaca o médico. 

O neurologista destaca algumas ações que podem ser colocadas em prática para evitar o AVC. Elas envolvem hábitos de vida saudáveis, nutrição regular, prática de exercícios físicos, cuidados com doenças crônicas, como diabetes, pressão alta e interromper o tabagismo. “Lógico, caso a pessoa tenha alguma alteração, um entupimento, o que a gente chama de estenose nos vasos do pescoço ou arritmias no coração, deve procurar um médico para tomar medicações específicas ou realizar cirurgias antes que o acidente ocorra. Sempre é melhor prevenir do que remediar, então tratar o paciente antes é o melhor cenário, determinando, assim, uma qualidade de vida maior”, ressalta. 

Como agir

Se alguém estiver passando por uma situação de AVC, algumas medidas disfarçadas podem ser colocadas em prática nos balneários: pedir para a pessoa sorrir, e notar assimetria da face, ou seja, se o sorriso for só de um lado, pode ser sinal de que o outro lado da cara está paralisado; levantar os braços, se tiver sofrendo o acidente, a vítima só consegue o movimento em um dos membros; e falar de forma que haja entendimento, pedindo para repetir uma frase e reparando se as respostas forem incoerentes. Caso algum dos sinais seja identificado, o ideal é registrar a hora e chamar imediatamente por socorro.

O neurologista Antônio de Matos explica como são os diferentes tipos de AVCs e o que fazer se ocorrer um caso em um balneário, onde as opções são limitadas (Filipe Bispo / O Liberal)

Existem ainda outros sinais e sintomas que convém observar, sobretudo se surgirem em conjunto com outros:

→ Alteração da visão;
→ Dificuldade em andar, tonturas ou perda de equilíbrio;
→ Dor de cabeça de grande intensidade e sem causa aparente;
→ Sensação de náusea e vômitos durante alguns minutos ou horas;
→ Breve período de irresponsividade, desmaios, convulsões ou coma.

Tipos de AVC

O AVC Isquêmico ocorre quando há uma obstrução ou redução brusca do fluxo sanguíneo em uma artéria do cérebro, o que causa a falta de circulação vascular na região. Esse é responsável por 85% dos casos. Já o AVC Hemorrágico acontece quando um vaso se rompe espontaneamente e há extravasamento de sangue para o interior do cérebro. Este tipo está mais ligado a quadros de hipertensão arterial.

Em qualquer dos casos, o cérebro vê-se impedido de receber nutrientes e oxigênio, entrando as suas células em necrose ou morte do tecido cerebral.

No caso do AVC isquêmico, existem tratamentos que podem ser eficazes se administrados até quatro horas e meia após o aparecimento dos sintomas. Por outro lado, em caso de AVC hemorrágico, pode ser necessário proceder a uma intervenção cirúrgica urgente.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ