Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Em Santarém, 48% dos pacientes internados no Centro de Atendimento a Covid-19 não tomaram vacina

Com 27 dias de funcionamento, o Centro Especializado registrou uma quantidade importante de pessoas internadas sem a imunização.

Andria Almeida

O Centro Especializado de Atendimento Covid-19 (CEACovid-19), da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h, registrou, no mês de novembro, que 48% dos pacientes internados não foram vacinados, o dado pode ser verificado pelo sistema Sivep Gripe, do Ministério da Saúde.

O CEACovid-19 internou do dia 3 de novembro até o momento 113 doentes, desses, 54 pessoas não foram vacinadas e 5 não receberam a primeira dose. Desde a inauguração do Centro, 57 pacientes receberam alta médica.

Segundo a Dra. Ellen Portela, médica da UPA, o perfil dos pacientes internados é de moderado a grave. “Cada caso é um caso, mas a vacina é importante para evitar que os números de pessoas aumentem e principalmente que precisem ir até o hospital, a exemplo da primeira onda pandêmica que teve um grande número de internações”, disse.

A médica aproveitou para fazer um alerta sobre a importância de tomar todas as doses do imunizante. “As pessoas precisam se preocupar mais em receber a vacina e manter as medidas de segurança, como o uso da máscara, lavagem das mãos e distanciamento”, finalizou.

Covid-19 no município

O boletim epidemiológico do município divulgado nesta segunda-feira (29), informou que 972 pessoas seguem sendo monitoradas e 116 amostras estão em análise. A atualização acrescentou 108 novos casos da doença e dois óbitos.

A rede hospitalar de Santarém possui 20 leitos de UTI exclusivos para tratar covid-19. Destes, 19 estão ocupados.

Existem ainda, 46 leitos clínicos exclusivos para tratar a doença, dos quais 28 estão ocupados.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ