Bebê de 4 meses é resgatado após sequestro, no município de Tailândia

As investigações da Polícia Civil apontam que os criminosos teriam amarrado e amordaçado a mãe da criança no momento do crime

O Liberal

A Polícia Civil do Paráprendeu em flagrante, nesta segunda-feira (14), um casal suspeito de sequestrar um bebê de apenas 4 meses. A ação integrada envolveu equipes da delegacia do município de Tailândia, Núcleo de Inteligência Policial (NIP) e do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) do município de Tucuruí

VEJA MAIS

Mulher mata o próprio bebê e diz que queria colocar fim ao sofrimento dele
Ela manteve o filho refém durante horas e acusou o marido de abusar da criança

Criança vítima de sequestro é resgatada no México; veja o vídeo do crime
Câmeras de segurança registraram o momento em que o menino de 9 anos e sua mãe foram abordados pelos sequestradores

Mulher simula sequestro para tentar extorquir dinheiro da própria mãe
Mais quatro pessoas foram presas suspeitos de ajudar a "suposta" sequestrada a praticar o crime

O crime ocorreu na noite do último domingo (13), em uma localidade chamada Vila Macarrão, no município de Tailândia, região nordeste do Pará. As investigações apontam que os criminosos teriam amarrado e amordaçado a mãe da criança no momento do crime. A mesma teria ficado cerca de 18h em cárcere privado, sob ameaça, antes dos dois suspeitos fugirem levando a criança.

Assim que informadas, as equipes policiais iniciaram o levantamento de informações, incluindo a análise de câmeras de segurança e diligências visando localizar os responsáveis pelo crime e resgatar a criança. Após intensas buscas, os agentes localizaram o cativeiro e efetuaram o resgate do bebê, bem como a prisão em flagrante dos dois suspeitos do crime. No local também foi apreendida uma arma branca utilizada no crime.

A dupla foi encaminhada à unidade policial e, após os procedimentos cabíveis, ficará à disposição do Poder Judiciário. O bebê foi resgatado sem ferimentos e entregue à família. Um inquérito foi instaurado para apurar as motivações do crime.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ