Atleta de Jiu Jitsu faz campanha por recursos para chegar a mundial

Para 2023 a principal meta do jiujiteiro é chegar ao mundial nos Estados Unidos ou em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, onde conquistou a vaga para a competição internacional

Larissa Costa
fonte

As artes marciais se tornaram a paixão de Patrick Santana, 35 anos, e o Jiu Jitsu foi a modalidade escolhida para seguir carreira como atleta. Para 2023 a principal meta do jiujiteiro é chegar ao mundial nos Estados Unidos ou em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, onde conquistou a vaga para a competição internacional.

VEJA MAIS

image Power Rangers: web relembra 'treta' do ator falecido com Jean-claude Van Damme; confira
O 'Ranger Verde' era faixa preta em Taekwondo e Judô e faixa roxa no Jiu-jitsu brasileiro

image Autoconfiança e controle: cresce o número de mulheres que praticam jiu-jitsu 
Modalidade é uma das mais praticadas do mundo, exige muita técnica e é uma aliada na defesa pessoal

image 'Clã da Jiboia': filme documentário aborda a tradição do Jiu-Jitsu no Norte do país; confira
Será lançado com exibição gratuita, neste sábado, 12, no Cine Líbero Luxardo, às 20h30, dentro da programação do Festival Pan-Amazônico de Cinema

Para alcançar o objetivo, o atleta começou uma campanha para levantar recursos que irão ajudar nas despesas da viagem e por isso está sorteando o próprio carro.

“Essa ideia eu tive desde o primeiro campeonato em que participei, mas fazia pequenos sorteios. Para mim não pesa, porque quando temos sonhos temos que arriscar. Tudo é se arriscar quando queremos ter algo e como hoje em dia não está tão longe ser conquistado, eu estou fazendo isso sem medo, empenhado em fazer isso acontecer”, comenta.

O atleta explica que o sorteio funciona a partir da distribuição de cupons no valor de R$ 50 para cada parceiro que se disponibiliza a vendê-los. “Não chamo de patrocinadores. Cada colaborador fica com uma quantidade de cupons, uma forma que encontrei para que não tirassem do próprio dinheiro. Levo o nome deles durante o ano todo”, conta.

O esportista garante que o esporte é um lazer e que por isso investe com as passagens para Belém, onde treina, e com a suplementação necessária para melhor desempenho. Os sorteios são apenas para as passagens nacionais e dessa vez o maior sorteio, deve suprir a despesa com as passagens da viagem internacional.

O atleta acumula no currículo 62 campeonatos, com 36 medalhas de ouro, 20 de prata e 6 de bronze. Entre os 36 títulos, 12 são nacionais, conquistados em um período de 3 anos de competições “Eu participei da primeira competição com apenas um mês de treino. Na época eu perdi, mas segurei a luta, sem deixar meu oponente fazer nada. Gostei! Fui sendo desafiado até que tomei gosto por aquilo. Em 2017, participei do Campeonato Norte Nordeste e subi ao pódio pela primeira vez, em segundo lugar. Foi uma sensação indescritível”, explica sobre o início da sua trajetória.

O atleta afirma ser o esportista com mais títulos regionais e nacionais da cidade. “Desde 2020 venho conquistando títulos expressivos, graças a Deus. Os planos, além de ir para o mundial, são mais competições nacionais. Já tenho inclusive calendário para janeiro quando irei pra Fortaleza disputar uma etapa do AJP (Abu Dhabi Jiu-Jitsu Profissional) que soma pontuação pra Abu Dhabi”, planeja

O jiujiteiro conta que decidiu seguir na modalidade ao ouvir de um técnico do Flamengo, em uma palestra, que não acreditava em professor de educação física ou outro profissional da área que não fosse atleta de alguma modalidade. “Com 18 anos, quando fui estudar em Belém, eu gostei do Jiu Jutsu e foi naquela palestra que eu pensei que teria que arrumar um tempo pra fazer o que eu gosto”, declara.

Patrick exibe as medalhas conquistadas, entre elas o de Campeão Brasileiro da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportivo (CBJJE), em 2020, no estado de São Paulo. Dentre os títulos mais recentes estão o de Campeão Mundial No-Gi, fase sul-americana, realizado em Fortaleza, Campeão Brasileiro pela Confederação Brasileira de Jiu Jitsu Internacional (CBJJI), em Castanhal e o de Tetra Campeão Paraense em Belém.

Atualmente o esportista compõe a equipe Quintella, de Belém, e segue uma disciplinada rotina de treinos três vezes na semana e explica como faz: “Vou em Belém e volto. Trabalho das 6h às 10h, no meu Estúdio, em Barcarena. Às 11h vou pra Belém e treino das 12h às 14h30. Às 15h retorno pra Barcarena e ainda trabalho no estúdio até 21h”.
O mestre Fábio Menezes, treinador do esportista, é só elogios ao campeão e explica que Petrick, como carinhosamente é chamado, já chegou ‘grande’ na academia Quintella, com a faixa azul e o trabalho da equipe foi ajustar alguns erros, naturais da graduação do atleta. “O Petrick é um garoto muito dedicado no que ele faz, muito obstinado no que ele quer.  Nós conversamos que ele precisa competir fora do país, porque as competições estaduais e nacionais ele conseguiu ser campeão. Agora partimos para a competição internacional, com garra, força de vontade, dedicação e com a experiência que ele adquiriu. O Petrick está pronto para qualquer competição dentro e fora do país.”, garante o treinador.

Quem quiser ajudar o atleta pode entrar em contato através do número: (91) 98508-0473 ou pelo instagram: petrick_jj
 

Pará
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ