Árvore centenária é derrubada para bloqueio de rodovia no sudoeste do Pará

O km 312 da BR-163 permaneceu bloqueado até a manhã deste sábado (5)

O Liberal
fonte

Uma árvore castanheira centenária foi derrubada por manifestantes para bloqueio total do km 312 da BR-163, em Novo Progesso, no sudoeste do Pará. O caso ocorreu na manhã de ontem (4) e, no mesmo dia, o vegetal foi retirado do local com o auxílio de um trator, mas a via permaneceu parcialmente bloqueada até a manhã deste sábado (5).

VEJA MAIS

image Trânsito na BR-163: trecho em Castelo dos Sonhos é liberado; bloqueio continua em Cachoeira da Serra
Na tarde deste sábado, apenas um ponto de interdição parcial foi identificado nas estradas federais do Pará pela PRF

image PRF identificou 316 infrações durante manifestações em rodovias federais no Pará
Multas podem variar de R$ 5,8 mil a R$ 17,6 mil

image MPF pede envio da Força Nacional para desbloquear BR-163, no sudoeste do Pará
Segundo boletim da PRF, quatro trechos da rodovia federal permanecem com o fluxo parcialmente interrompido

Segundo o último balanço divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), não há registro de quaisquer registros de interrupções no fluxo do trecho na tarde deste sábado (5).

As manifestações de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) na BR-163, no trecho em Novo Progresso, ocorrem todos os dias desde, pelo menos, segunda-feira (31), variando entre interrupção total ou parcial do fluxo. Os protestos lideradas por motoristas profissionais, segundo a PRF, começaram na noite de domingo (30), logo depois da divulgação do resultados das eleições, em várias partes do país. Na segunda-feira (31), os protestos atingiram o pico, com 28 locais com interdições no Pará

Até 15h30 deste sábado, apenas um ponto de interdição parcial foi identificado pela PRF: no km 110 de Cachoeira da Serra, distrito de Altamira, no sudoeste do Pará. No boletim anterior, divulgado durante a manhã de hoje, o km 159 da mesma rodovia, em Castelo dos Sonhos, outro distrito de Altamira, tinha o fluxo totalmente interrompido, mas já foi liberado, segundo a mais recente atualização.

Crime ambiental

As árvores castanheiras são protegidas por lei federal. A multa por cortes de árvores em área considerada de preservação permanente ou cuja espécie seja especialmente protegida, sem permissão da autoridade competente, varia de R$ 5 mil a R$ 20 mil por hectare ou fração, ou R$ 500,00 por árvore, metro cúbico ou fração.

A castanheira chega a viver 500 anos e pode atingir até 50 metros de altura. É uma das maiores árvores da floresta amazônica e produz a castanha-do-pará.

Semas

Em nota, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) informa que vai apurar junto às autoridades os detalhes da ocorrência para tomar as medidas cabíveis e ressalta que os órgãos responsáveis pela desobstrução da via  podem comunicar à Semas, a identificação dos responsáveis pela derrubada para que a Secretaria possa fazer a devida autuação.

 

Pará
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ