Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Rússia x Ucrânia: Mãe teme a morte e escreve contato de familiares nas costas da filha

A mãe disse que a intenção foi uma tentativa de resgate, caso algo acontecesse na fuga

Luciana Carvalho

Frente à insegurança e o medo da morte em meio à guerra travada entre a Ucrânia e a Rússia, mães ucranianas estão escrevendo contatos familiares nas costas dos filhos, para a hipótese de elas não conseguirem sobreviver, mas as crianças, sim. Foi o que fez a artista Sasha Makoviy nas costas da filha Vira, de 2 anos, ao fugir da guerra. Elas são moradoras de Kiev, capital ucraniana. As informações são do portal Metrópoles.

VEJA MAIS

Russos atacam depósito de ácido nítrico perto de Luhansk, afirma parlamento da Ucrânia
Chefe da administração militar pediu aos moradores de Rubizhne para ficarem em casa ou usarem uma máscara específica para intoxicação

Canadá denuncia Rússia por praticar crimes de guerra em Bucha, na Ucrânia
Cadáveres foram encontrados pelas ruas, vários com as mãos amarradas

“Escrevi com as mãos tremendo muito. Mas por que te contar? Você já sabe como é acordar com os sons ensurdecedores e poderosos de explosões que podem ser ouvidos por dezenas de quilômetros. Eu estava tremendo nas primeiras horas como você”, contou em um relato no Instagram.

A mãe da criança explica que a intenção foi uma tentativa de resgate, caso algo acontecesse na fuga. Agora, mãe e filha estão numa cidade do sul da França. Ela grafou o nome completo, contato dos avós e o endereço da família na capital na menina.

Além de escrever nas costas da menina, a mãe ainda redigiu um bilhete com as mesmas informações. “Ainda não consigo tirar do bolso do macacão esse papel embaralhado da segunda foto. Embora, agora, estejamos onde é seguro”, relata.

Passados alguns dias da fuga, Sasha compartilhou novas imagens da menina. Elas receberam várias mensagens de apoio e ofertas de ajuda. “Quero informar que Vira e eu estamos absolutamente seguros. Fomos para o exterior e estamos no sul da França. Fomos recebidos por voluntários, receberam moradia e foram totalmente atendidos”, compartilhou.

No Twitter, a jornalista ucraniana Anastasiia Lapatina compartilhou a foto da menina e na legenda, Lapatina ironizou o fato de que, enquanto seu país trava uma guerra, a Europa se preocupa com o abastecimento de gás vindo da Rússia para os demais países do continente. "Mães ucranianas estão escrevendo os contatos de seus familiares nos corpos de seus filhos, caso sejam mortos e as crianças sobrevivam. Enquanto isso, a Europa ainda está discutindo gás", publicou.

(Luciana Carvalho, estagiária, sob supervisão de Keila Ferreira, Coordenadora do Núcleo de Política.)

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO