Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Policial é presa após ter relações sexuais com estuprador a quem deveria supervisionar

A policial também foi acusada de favorecer o criminoso no tratamento, em relação aos outros criminosos. Ela chegou a ser flagrada na cama com o estuprador pelo marido

Luciana Carvalho

Uma policial foi expulsa da corporação e condenada à prisão após manter um relacionamento com um criminoso, a quem ela supervisionava fora da cadeia. As informações são do portal Yahoo. Marc Few foi condenado após ser considerado culpado por um caso de estupro. Em fevereiro de 2020, porém, ele conseguiu liberdade provisória e passou a ser supervisionado pela policial Rachel Beale, de 53 anos, que é casada. O criminoso e a agente, deram início a um relacionamento amoroso.

VEJA MAIS

Doze anos após o assassinato do pai, filho consegue que suspeito do crime seja preso Metalúrgico usou internet para obter informações acerca do paradeiro do acusado

Pastor é preso por estupro de vulnerável contra criança de 10 anos, durante operação em Ananindeua Polícia Civil cumpriu mandado de prisão preventiva contra o acusado, pelo crime que teria sido cometido em 2021, dentro de uma igreja do bairro do Aurá

O caso aconteceu em Wiltshire, na Inglaterra. A policial levava, constantemente o homem para a própria residência, onde ingeriam bebida alcoólica, fumava maconha e fazia sexo.

Beale teve o celular apreendido pelos investigadores, que identificaram diversas mensagens de cunho sexual trocadas com Few. A policial chegou a ser flagrada na cama com o criminoso pelo marido.

A policial também foi acusada de utilizar seu cargo para reservar quartos de hotel, para passar horas com o estuprador, e de favorecê-lo no tratamento, em relação aos outros criminosos que supervisionava.

Admissão de culpa e prisão

Em janeiro, Beale admitiu ter cometido os delitos entre fevereiro e setembro do ano passado. Ela foi presa e expulsa da corporação, impedida de integrar qualquer cargo policial.

Inicialmente, a pena à agente foi de nove meses de cadeia. Mas, após julgamento realizado na última quarta-feira (30), a condenação foi reduzida para seis meses de detenção.

(Luciana Carvalho, estagiária, sob supervisão de Keila Ferreira, Coordenadora do Núcleo de Política.)

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO