Polícia investiga quádruplo homicídio em Montevidéu, incluindo de um menino de 11 anos

Um adolescente de 17 anos foi hospitalizado com múltiplos ferimentos e está em estado grave, informou a polícia

AFP

A polícia do Uruguai investiga nesta sexta-feira (31) o assassinato de quatro pessoas, incluindo uma criança de 11 anos, mortas a tiros em uma casa na capital onde as autoridades suspeitam que drogas eram vendidas.

No ataque, ocorrido na noite de quinta-feira em uma residência em um bairro humilde no oeste de Montevidéu, um adolescente de 17 anos foi hospitalizado com múltiplos ferimentos e está em estado grave, informou a polícia.

Um porta-voz do Ministério do Interior disse que cinco pessoas foram detidas em sete operações de busca.

VEJA MAIS

image Menino de 6 anos morre após ser atropelado pelo próprio pai com trator no Pará
A princípio, o acidente teria sido acidental, mas ainda está sendo investigado pela Polícia Civil

image Menino atacado por pitbull em Capitão Poço morre em hospital nesta segunda (25)
Vítima, que teria problemas psicológicos, foi atacada quando entrou em um sítio onde o cão fazia a guarda da propriedade

image Criança e adolescente morrem afogados ao caírem em açude, em Tracuateua
A tragédia aconteceu na tarde de sábado (3). As vítimas eram primas e estariam brincando próximo ao local quando o menino caiu no açude

Em declarações à imprensa, o diretor nacional da Polícia, Juan Manuel Azambuya, descartou que o imóvel onde ocorreu a chacina fosse destinado ao uso residencial.

As autoridades encontraram mais de cem cápsulas de balas de diferentes calibres, detalhou Azambuya.

Segundo o relatório oficial, na quinta-feira, por volta das 23h00, uma mulher ligou para a linha de emergência 911 para denunciar que seu filho havia sido ferido por tiros disparados em sua casa no bairro Maracaná.

Ao chegar ao local, os policiais encontraram quatro mortos: um homem de 40 anos com antecedentes criminais por roubo, um adolescente de 18 anos, outro de 16 anos e uma criança de 11 anos.

Azambuya disse que o adulto era pai do adolescente que está em estado grave. Além disso, um dos jovens mortos era namorado da filha da ex-parceira do adulto. A criança não tinha parentesco com nenhuma das vítimas.

Segundo reportagens da imprensa, em frente à cena do crime funciona um refeitório que é administrado pela mãe do adolescente que sobreviveu.

A insegurança preocupa os moradores da região. "Eles têm medo de andar pela rua", denunciou o prefeito do município, Juan Carlos Plachot, no Canal 12.

O caso motivou uma reunião de urgência da cúpula do Ministério do Interior, que percorreu o bairro na manhã desta sexta-feira.

O Uruguai, com 3,4 milhões de habitantes, registrou 382 homicídios em 2023, uma taxa de 11,2 mortes violentas por 100 mil habitantes, praticamente a mesma de 2022, quando aumentou quase 26% em relação a 2021.

"O crime organizado se tornou um tema cada vez mais relevante no país. Embora os homicídios tenham diminuído desde o pico alcançado em 2018, continuam elevados, impulsionados principalmente por pequenos clãs familiares que lutam por território", disse o Insight Crime em um relatório regional publicado em fevereiro deste ano.

O Uruguai registrou 420 mortes violentas em 2018.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO