CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Netanyahu a Lula: 'Comparar Holocausto com Gaza ultrapassa linha vermelha’

Governo de Israel informou que quer explicações do embaixador do Brasil em Tel Aviv

O Liberal
fonte

Neste domingo (18), o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, afirmou que a comparação de Lula da Silva entre "Israel e Holocausto nazi e a Hitler ultrapassou uma linha vermelha".A comparação feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva entre os atos de Israel em Gaza e a Alemanha nazista abre uma crise diplomática.

VEJA MAIS

image Lula chega ao Egito para discutir acordo Israel-Hamas e assinar acordo de bioenergia
No segundo destino da viagem, Lula deverá ter reuniões com autoridades locais e participar da Assembleia da União Africana, na Etiópia

image Tropa israelense invade principal hospital da Faixa de Gaza atrás de corpos de reféns
Porta-voz das Forças de Defesa de Israel (FDI) afirmou que o Hamas já havia mantido reféns no hospital

image Condições do Hamas para fim da guerra e libertação de reféns são rejeitadas por Netanyahu
Ele diz que, se Israel aceitasse as condições, os "soldados teriam tombado em vão" e não seria possível garantir a segurança dos cidadãos

O governo de Israel ainda anunciou que irá convocar o embaixador do Brasil em Tel Aviv para se explicar e para uma reprimenda. Trata-se de um ato que, no jargão diplomático, representa uma sinalização clara de insatisfação e de alerta. "Os comentários do presidente brasileiro são vergonhosos e graves", disse o chanceler Israel Katz.

A comparação feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva entre os atos de Israel em Gaza e a Alemanha nazista abre uma crise diplomática. "Ninguém vai prejudicar o direito de Israel de se defender. Ordenei ao pessoal do Ministério que convocasse o embaixador brasileiro para uma reunião de reprimenda", afirmou o chanceler de Israel Katz

A embaixada, que está fechada neste domingo, afirma que não foi ainda informada de nada. A relação entre os dois países vem sofrendo abalos desde o início da guerra.

A trivialização do Holocausto é uma tentativa de prejudicar o povo judeu e o direito de Israel de se defender. Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel

O Brasil foi um dos países que deu apoio político para a denúncia da África do Sul no Tribunal Penal Internacional, em Haia, contra Israel.

O que disse Lula

Lula deu declaração sobre Israel após comentar outra fala anunciando doações para a agência de refugiados palestinos da ONU. A primeira declaração também gerou polêmica e fez com que o partido Novo abrisse uma queixa-crime contra o presidente na PGR.

"O que está acontecendo na Faixa de Gaza, com o povo palestino, não existiu em nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu quando Hitler decidiu matar os judeus", disse Lula,

A Confederação Israelita Brasil e a Fisesp (Federação Israelita do Estado de São Paulo) repudiaram a comparação feita por Lula. A Conib afirmou que a comparação ofende a memória das vítimas do Holocausto, assim como seus descendentes, e chamou a posição do governo brasileiro no conflito de extrema e desequilibrada.

Para a Fisesp, posicionamento de Lula é "cada vez mais extremista, tendencioso e dissociado da realidade". A Federação argumenta que ações de Israel representam "legítima defesa" contra "um grupo terrorista que não mede esforços para assassinar israelenses e judeus".

Em quatro meses de guerra, os bombardeios de Israel na Faixa de Gaza deixaram 28.985 mortos, segundo o grupo extremista Hamas. O dado foi divulgado hoje.

Nota da Confederação Israelita Brasil

"O governo brasileiro vem adotando uma postura extrema e desequilibrada em relação ao trágico conflito no Oriente Médio, abandonando a tradição de equilíbrio e busca de diálogo da política externa brasileira. A Conib pede mais uma vez moderação aos nossos dirigentes, para que a trágica violência naquela região não seja importada ao nosso país", diz a nota da Confederação Israelita.

A Federação Israelita do Estado de São Paulo divulgou também nota: "Comparar a legítima defesa do Estado de Israel contra um grupo terrorista que não mede esforços para assassinar israelenses e judeus com a indústria da morte de Hitler é de uma maldade sem fim".

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱

Palavras-chave

Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO