Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mulher é acusada de colocar fogo em filha autista após achar que ela estava morta

A mulher é acusada de drogar com comprimidos, bater e atear fogo no corpo da própria filha

Paula Figueiredo

Uma mulher, identificada como Rebecca Ruud, está sendo acusada de matar a própria filha queimada após atear fogo no seu corpo por achar que ela estava morta. O crimeocorrido em 2017, foi a julgamento na última segunda-feira (27).

VEJA MAIS

Ourilândia do Norte: Casal é morto a tiros na frente de bebê de um ano dentro de carro
Após o crime, ​o Conselho Tutelar foi acionado para dar abrigo e cuidar da criança, enquanto a​ polícia tenta localizar possíveis familiares das vítimas

Namorado enforca mulher na frente dos filhos em Anapu
Crime revoltou população, tanto que o acusado teve de ser transferido da cidade

Avô é preso por ser flagrado ensinando os netos de 3 e 5 anos a fazer sexo
Crianças foram ouvidas pelos psicólogos e confirmaram o crime

Conforme o jornal Daily Star, Rebecca é acusada de drogar a filha, Savannah Leckie, com comprimidos e bater na menina, que tinha autismo. Achando que a adolescente estava morta, ela colocou fogo e ocultou o corpo da garota. No mesmo dia, Rebecca se casou com o até então namorado, Robert Peat Jr, também acusado de assassinato

Anthony Brow, promotor do caso, alegou no tribunal que Savannah não estava morta quando foi incendiada. "Ela acordou gritando", disse o profissional. Diante disso, Rebecca teria golpeado a filha para que ela "apagasse" de vez. A mulher enfrenta acusação de assassinato, homicídio culposo, abuso infantil, adulteração de provas e abandono de cadáver

(Estagiária Paula Figueiredo, sob supervisão de Tainá Cavalcante, editora web de OLiberal.com)

Palavras-chave

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO