Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Meta afirma que Rússia contratou robôs para divulgar informações em favor da guerra

Mais de mil contas que propagavam informações em favor da invasão à Ucrânia foram suspensas

Carolina Mota

Dona do Facebook, a empresa Meta anunciou nesta quinta-feira (4) que baniu um grupo de usuários robôs, que propagavam informações pró guerra nas redes sociais, em favor da Rússia. As contas apoiavam a guerra e Vladimir Putin.

Os robôs faziam publicações automáticas e alguns desses perfis faziam parte da Agência de Pesquisa de Internet (IRA). As informações são do Metrópoles.

VEJA MAIS

Mark Zuckerberg, Kamala Harris e outros 27 americanos estão proibidos de entrar na Rússia
Na lista estão funcionários do governo, empresários, especialistas e jornalistas

Guerra da Ucrânia: Os impactos na economia mundial e paraense
Grandes grupos dos setores logísticos de exportação de commodities de grãos encontram-se instalados no município de Barcarena, Santarém e Itaituba

Vogue, revista de moda, publica reportagem com a primeira-dama da Ucrânia
Olena Zelenska tem 44 anos e está casada com o presidente ucraniano desde 2003; Reportagem faz um perfil da primeira-dama e também trata da guerra entre os países do leste europeu

A Meta detectou inúmeros comentários e postagens em apoio à guerra, a maioria em russo, por usuários não autênticos, segundo informações das autoridades de segurança cibernética da empresa. A atividade teria ligação com um grupo do Telegram que possui mais de 100 mil seguidores.

Além do Instagram, as contas publicavam informações em prol da guerra no Facebook, TikTok, Twitter, YouTube, LinkedIn, VKontakte e Odnoklassniki.

O relatório da Meta indica que o grupo possuía mil contas no Instagram com aproximadamente 49 mil seguidores entre elas. No Facebook foram suspensos 45 usuários.

(Carolina Mota, estagiária sob supervisão de Keila Ferreira, coordenadora do núcleo de política).

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO