Influenciadora é presa após comer sopa de morcego: 'deliciosa'

No registro divulgado, a criadora rasga a carne cozida do animal, toma uma sopa marrom escura com tomate cereja, e diz que a comida está "deliciosa"

Paula Figueiredo
fonte

A influenciadora tailandesa Phonchanok Srisunaklua, conhecida por criar conteúdos de gastronomia exótica, foi presa após compartilhar um vídeo comendo uma sopa de morcego no seu canal do Youtube. No registro divulgado, a criadora rasga a carne cozida do animal, toma uma sopa marrom escura com tomate cereja, e diz que a comida está "deliciosa". 

VEJA MAIS

image Modelo de 25 anos fez mais de 30 preenchimentos para ser a mulher com 'maior lábio do mundo'
Mesmo com um alerta dos médicos sobre o risco de morte, a búlgara já declarou que continuará com as aplicações e tem um novo objetivo

image Mulher 'tranca' os dentes para conseguir emagrecer e fazer cirurgia; vídeo
A moradora de Port Elizabeth, na África do Sul, tomou a atitude inusitada para passar por uma cirurgia de redução de mama

De acordo com o Daily Star, a mulher foi presa por violar uma Lei de Crimes Relacionados a Computadores de 2007 e por posse de carcaças protegidas de animais selvagens. Para a polícia, Phonchanok afirmou que comprou o morcego em um mercado perto da fronteira tailandesa com o Laos. 

"Sinto muito. Não acho que o que fiz tenha sido imprudente, mas pode ser uma coisa ruim e peço desculpas a todos os seguidores que estão decepcionados comigo. Desculpa por fazer você se sentir mal com o que eu fiz. Não sei se você vai me perdoar pelo que fiz. Eu não pensei nisso antes. Eu realmente sinto muito. Eu sinto muito. Lamento à sociedade. Estou errada", disse ela sobre o ocorrido. O vídeo foi excluido da plataforma

Nos comentários do vídeo publicado, vários seguidores criticaram a youtuber e relataram ficarem angustiados com o conteúdo. O veterinário Pattaraphon Manee-on, chefe do grupo de gestão de saúde da vida selvagem do Departamento de Parques Nacionais, Vida Selvagem e Conservação de Plantas da Tailândia, chamou atenção para o comportamento inusitado e perigoso, uma vez que não há provas que a água quente mate todos os germes.

"Esse incidente não deve acontecer na Tailândia e em todo o mundo, é um comportamento muito arriscado, especialmente porque os morcegos têm muitos patógenos. Não há provas de que a temperatura da água quente realmente mate os germes. Apenas tocar na saliva, no sangue e na pele é considerado um risco", contou ele. 

(Estagiária Paula Figueiredo, sob supervisão de Felipe Saraiva, editor web)

Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO