Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

GUERRA: Papa Francisco ergue bandeira da Ucrânia vinda de Bucha e condena massacre

Pontífice afirmou que as notícias recentes atestam novas atrocidades na guerra entre Rússia e Ucrânia: “Silenciem as armas! Parem de semear a morte e a destruição”, implorou

O Liberal

Durante a conferência geral desta quarta-feira (6), o líder da Igreja Católica, Papa Francisco, estendeu uma bandeira da Ucrânia vinda diretamente de Bucha, cidade a 30 km da capital Kiev, e condenou o que ele chamou de “massacre” contra ao habitantes locais. “As recentes notícias sobre a guerra na Ucrânia, em vez de trazer alívio e esperança, atestam novas atrocidades, como o massacre de Bucha”, declarou.

O governo ucraniano acusa a Rússia de promover execuções de civis em Bucha, onde corpos foram encontrados espalhados pelas ruas. Porém, a Rússia nega o ataque e afirma que as imagens foram encenadas.

VEJA MAIS

Russos atacam depósito de ácido nítrico perto de Luhansk, afirma parlamento da Ucrânia
Chefe da administração militar pediu aos moradores de Rubizhne para ficarem em casa ou usarem uma máscara específica para intoxicação

Canadá denuncia Rússia por praticar crimes de guerra em Bucha, na Ucrânia
Cadáveres foram encontrados pelas ruas, vários com as mãos amarradas

Após saída das forças da Rússia, corpos de civis são encontradas na rua em Bucha, na Ucrânia
Um deles estava com as mãos amarradas. As causas das mortes não foram determinadas

“Acabem com esta guerra! Silenciem as armas! Parem de semear a morte e a destruição”, implorou o papa Francisco, ao falar sobre o assunto.

Crianças ucranianas e seus pais subiram ao palco subiram ao palco e o pontífice pediu para saudá-los e rezarem com eles. “Estas crianças tiveram que fugir e chegar a uma terra estranha: este é um dos frutos da guerra. Não os esqueçamos, e não esqueçamos o povo ucraniano”, continuou.

Semana Santa: programação presencial terá orações pelo fim da Guerra na Ucrânia
Festa maior da Igreja tem eventos em paróquias da Arquidiocese

Essa não foi a primeira vez que o líder católico falou sobre Bucha. No voo de retorno de Malta, quando foi informado do massacre por um repórter, ressaltou que a guerra é sempre uma crueldade. “Uma coisa desumana e vai contra o espírito humano – não digo espírito cristão – contra o espírito humano. É o espírito de Caim”, afirmou.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO