Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Semana Santa: programação presencial terá orações pelo fim da Guerra na Ucrânia

Festa maior da Igreja tem eventos em paróquias da Arquidiocese

Eduardo Rocha

Abril chega trazendo a programação de eventos da Semana Santa que, este ano, diferente de 2020 e 2021, terá formato presencial e contará, por orientação do papa Francisco, com momento de oração na Sexta-Feira Santa, dia 15, pelo fim da Guerra na Ucrânia. A Semana Santa culminará com a Páscoa do Senhor no dia 17 e se apresenta como o período em que os fiéis da Igreja Católica celebram os mistérios de Jesus Cristo, ou seja, o Mistério da Paixão, a partir do sofrimento, a partir da morte, e o Mistério da Ressurreição. A programação será realizada nas 99 paróquias da Arquidiocese de Belém, à frente o arcebispo metropolitano, dom Alberto Taveira Corrêa.

"Dentro dessa celebração, nós somos chamados a refletir, primeiro, sobre a Paixão, ou seja, o que é a Paixão? O que é essa entrega de Jesus? Jesus veio ao mundo para nos salvar; por isso ele vem nos ensinar uma vida nova, nos anunciando a Boa Nova, o Evangelho, para que nós possamos também viver. Na Quinta-Feira Santa, dentro do Tríduo Pascal, nós temos a celebração da Ceia do Senhor, quando nós recordamos que Jesus lava os pés dos discípulos, e nesta atitude ele nos ensina o mandamento do amor, o serviço; estamos a serviço do outro e devemos buscar viver o amor sempre", ressalta o cônego Roberto Cavalli, cura da Sé. 

Na Ceia do Senhor, Jesus ensina o sacramento da Eucaristia, isto é, o alimento que sustenta a vida da Humanidade. Depois, ele mostra, na sua Paixão, na Sexta-Feira Santa, ao carregar a cruz, que "na nossa caminhada nós também carregamos nossas cruzes, também temos as nossas dificuldades, nossos sofrimentos". "E, depois, vem a Ressurreição nos mostrando que quando nós nos esforçamos iremos passar por todas as dificuldades e, assim, iremos viver a cada dia o que ele nos ensina, chegando, um dia, a ressuscitar e a partilhar da vida com ele", pontua cônego Roberto.

Prova de amor

O Mistério da Paixão, da Morte e da Ressurreição de Jesus marca a centralidade da fé dos fiéis. Isso porque, como explica o cônego Roberto Cavalli, encontra-se neste momento "a maior prova de amor onde Deus, ao nos amar, entrega o seu filho para que morrendo e ressuscitando nos dê a vida". 

"Então, celebramos com muita festa e temos na Vigília Pascal, a mãe de todas as vigílias, o momento mais forte, que é a Páscoa, que é a Ressurreição, em que o Senhor nos dá a esperança que, um dia, nós iremos também participar da sua vida divina", acrescenta o cura da Sé.

Vivência

Em todas as 99 paróquias da Arquidiocese de Belém haverá programação da Semana Santa, a ser aberta no Domingo de Ramos, no próximo domingo (10). Na Catedral Metropolitana de Belém, no bairro da Cidade Velha, nesta data, será celebrada a Missa da Bênção de Ramos, às 8h30. Essa celebração começará na Igreja de Santo Alexandre, onde transcorrerá um primeiro momento, a Bênção dos Ramos. Em seguida, será realizada uma procissão em volta da Praça Frei Dom Caetano Brandão, seguindo até a Catedral, onde ocorrerá a segunda parte da celebração. Nesse templo histórico, serão realizadas missas às 17 e 19 horas.

De segunda até quarta-feira, serão feitas confissões, na Catedral, das 16 às 19 horas, além de missas. Na quarta-feira, será realizada uma procissão luminosa na qual é levada a imagem do Senhor dos Passos, da Catedral Metropolitana até a Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré. Essa mesma imagem será utilizada na Procissão do Encontro. 

Já na quinta-feira, às 7 horas, na Catedral, transcorrerá a Oração das Laudes, Oração da Igreja, a ser realizada pelo Cabido Metropolitano de Belém, ou seja, pelos cônegos. Às 8 horas, será celebrada a Missa do Crisma, chamada a Missa da Unidade, em que se abençoa os Santos Óleos usados nos sacramentos: Óleo dos Enfermos, dos Catecúmenos e do Santo Crisma. À noite, às 18 horas, na Catedral, será realizada a Missa da Ceia do Senhor, com a cerimônia do Lava-Pés e, depois, o Traslado do Santíssimo até a Capela da Reposição, onde é feita a Adoração até a meia-noite.

Na Sexta-Feira Santa, será realizada a Procissão do Encontro, com saída às 7 horas da Basílica Santuário com o Senhor dos Passos, e da Igreja de São João Batista, na Cidade Velha, a imagem de Nossa Senhora das Dores. As duas imagens farão o Encontro em frente à Igreja das Mercês, no Centro Comercial de Belém. Nesse espaço, será proferido o Sermão do Encontro, pelo padre Cleiton Liker. Logo depois, as duas imagens seguirão para a Catedral. 

Ao meio-dia, a Arquidiocese de Belém promoverá o Sermão das Sete Palavras, a ser proferido pelo padre Galdemir Simplício de Lima na capela do Colégio Santo Antônio. Às 17 horas, na Catedral, será realizada a Ação Litúrgica, presidida pelo arcebispo metropolitano de Belém, dom Alberto Taveira Corrêa. A Ação Litúrgica abrange a Liturgia da Palavra, A Adoração da Cruz e a Comunhão. Depois, será apresentado o Sermão do Descendimento da Cruz, evento em que a imagem de Jesus Cristo é retirada da Cruz. O Sermão será proferido pelo padre André Teles, có-pároco da Paróquia de Santa Terezinha. Em seguida, será realizada a Procissão do Senhor Morto, ocasião em que será levada a imagem de Nossa Senhora das Dores para a Igreja de São João Batista e se retorna a Catedral com o Senhor Morto.

A Vigília Pascal ocorrerá no sábado, às 20 horas, incluindo a Bênção do Fogo, o Acendimento do Círio Pascal e outros momentos. Após a celebração, haverá, este ano, a Procissão do Ressuscitado, com Jesus Eucarístico Vivo Ressuscitado, na Praça Frei Caetano Brandão. No Domingo de Páscoa, a Catedral terá missas solenes às 7, 9, 17 e 19 horas."Os fiéis buscam viver esse período com muita alegria e profundidade; a Semana Santa leva as pessoas a refletirem sobre tudo o aquilo é o amor de Deus. Então, é uma oportunidade de enxergar nessas celebrações a História da Salvação, a História do Amor de Deus por Nós, que se concretiza, este amor, na Paixão, na Morte e na Ressurreição de Jesus", salienta o cônego Roberto. 

Confira a programação na Catedral Metropolitana (Igreja-Mãe) :

 

Abertura da Semana Santa no Domingo de Ramos (10) - Missa às 8h30, na Catedral, seguida de procissão no Largo da Sé.

 

De segunda (11) a quarta-feira (13) - Confissões na Catedral, de 16 as 19 horas.

 

Na Quarta-Feira Santa (13) - Procissão Luminosa do Senhor dos Passos, da Catedral até a Basílica Santuário.

 

Na Quinta-Feira Santa (14) - Às 7 horas, Oração das Laudes, na Catedral; às 8 horas, Missa do Crisma, com bênção dos Santos Óleos. Às 18  horas, na Catedral, Missa da Ceia do Senhor, com o Lava-Pés e Missa do Santíssimo.

 

Na Sexta-Feira Santa (15) - Procissão do Encontro, com saída às 7 horas da Basílica, com o Senhor dos Passos, e da imagem de Nossa Senhora das Dores, da Igreja de São João Batista. As imagens se encontrarão na frente da Igreja das Mercês, ocorrendo, então, o Sermão do Encontro. Às 12 horas, será realizado o Sermão das Sete Palavras, na Capela do Colégio Santo Antônio. A partir das 17 horas, na Catedral, será realizada a Ação Litúrgica e, em seguida, a Procissão do Senhor Morto.

 

No  Sábado Santo (16) -  A partir das 20 horas, Vigília Pascal e Procissão do Ressuscitado, na Catedral e Praça Frei Caetano Brandão.

 

No Domingo da Páscoa do Senhor (17) - Missas na Catedral às 7, 9, 17 e 19 horas. 

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM