Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Veja fotos do Sol feitas com a melhor resolução da história

As fotos do astro foram feitas com 83 milhões de pixels pela Agência Espacial Europeia

Maiza Santos

Uma imagem do sol foi divulgada pela  Agência Espacial Europeia (ESA). Essa é a foto do astro com melhor resolução da história e permite ver mais nitidamente detalhes como as erupções solares. Além disso, a ESA ainda divulgou imagens coloridas das diferentes camadas da atmosfera solar.

VEJA MAIS

Xeroderma pigmentoso: saiba o que é a doença que impede a exposição ao sol Brasil tem maior índice mundial em doença de pele que impede; entenda sobre a doença

Nasa anuncia missões para conhecer melhor a dinâmica do Sol e o ambiente espacial O objetivo é fornecer visão mais profunda do universo

Brasileiro de apenas 5 anos é o mais jovem a descobrir asteroide no mundo Por meio de treinamento da Nasa, Miro Latansio Tsai, 5 anos, já descobriu 15 asteroides

A imagem foi divulgada no final de março e mostra a atmosfera superior do Sol, a “coroa” - que tem uma temperatura de cerca de 1 milhão de graus Celsius. O satélite Solar Orbiter foi usado para tirar a foto. Ele realizou a captura em luz ultravioleta extrema, a uma distância de cerca de 75 milhões de quilômetros do Sol.

O telescópio de alta resolução Extreme Ultraviolet Imager (“Imageador Ultravioleta Extremo", na tradução livre, EUI) foi usado para capturar 25 imagens individuais do Sol e essas fotos foram reunidas para construir um mosaico e dar origem a imagem oficial divulgada pela ESA. A foto final contém mais de 83 milhões de pixels, em uma grade de 9148 x 9112 pixels, e é a imagem de maior resolução do disco completo do Sol e da coroa solar já obtida.

Atmosfera solar 'colorida' 

Atmosfera solar (Reprodução: Divulgação)

Para capturar as imagens da atmosfera solar, a ESA utilizou um equipamento diferente do satélite, que é chamado de “SPICE”. Essa ferramenta é projetada para realizar o rastreamento das camadas da atmosfera do Sol, desde a coroa até a “cromosfera”. Para obter as informações, o equipamento observa os diferentes comprimentos de onda da luz ultravioleta extrema que vem de diferentes átomos.

VEJA MAIS

Entre microscópios e telescópios, brasileira descobre 25 asteroides Um deles é considerado raro por sua rota diferenciada

Veja qual foto do Universo a Nasa registrou no dia do seu nascimento A agência espacial da América do Norte mantém uma plataforma de fotos diárias sobre o cosmo

A descoberta permite avanços nos estudos sobre o Sol e as erupções que ocorrem na coroa através das camadas atmosféricas inferiores. Além de possibilitar as pesquisas sobre o aumento da temperatura solar através das camadas atmosféricas ascendentes.

O satélite Solar Orbiter, responsável pelo "SPICE" e pelo "EUI", tem a missão de ser um laboratório espacial de observações sobre o Sol. Lançado em fevereiro de 2020, ele fica a 42 milhões de quilômetros do sol.

(Estagiária Maiza Santos, sob supervisão da editora Web de OLiberal.com, Vanessa Pinheiro)

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO