Chernobyl: 38 anos do maior desastre nuclear da história; relembre

Em 26 de abril de 1986, na antiga União Soviética (URSS) e atual Ucrânia, o reator quatro da usina nuclear explodiu e liberou radiação. Aproximadamente 8,4 milhões de pessoas foram expostas à nuvem radioativa.

Lívia Ximenes
fonte

Chernobyl, 1986. Na antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) aconteceu o maior acidade nuclear da história. Localizada na atual Ucrânia, a cidade é considerada Zona de Exclusão após a explosão do reator nuclear quatro. Nessa sexta-feira, 26, é o Dia Internacional em Memória do Desastre de Chernobyl.

VEJA MAIS

image Soldados da Rússia abandonam Chernobyl por temor à radiação
Funcionários ucranianos começaram a relatar a saída das forças russas temendo exposição à radioatividade

image Aumentam os níveis de radiação na usina nuclear de Chernobyl; há reféns no local
Guerra: autoridades ucranianas confirmaram que as forças russas ultrapassaram o local do pior desastre nuclear do mundo

image Chernobyl pode se tornar Patrimônio Mundial da Unesco
Acidente nuclear completou 35 anos na última segunda-feira (26)

A construção da usina de Chernobyl foi concluída em 1983, três anos antes do acidente, que afetou aproximadamente 8,4 milhões de pessoas. A nuvem radioativa emitida após a explosão do reator nuclear quatro atingiu por volta de 155 mil quilômetros quadrados, especialmente Ucrânia, Rússia e Belarus. O desastre foi ocasionado por duas razões: o protocolo de funcionamento não foi seguido corretamente e o projeto do reator apresentava instabilidades.

O acidente de Chernobyl foi considerado por Mikhail Gorbachev, o último líder da URSS, uma das principais razões para a queda do regime.

image Legenda (Genia Savilov/AFP)

Como aconteceu o desastre de Chernobyl?

Em Chernobyl, na madrugada do dia 26 de abril de 1986, o reator quatro da Usina Nuclear de Vladimir Ilyich Lenin explodiu durante um teste. O objetivo do procedimento, feito durante uma manutenção de rotina, era verificar se o reator poderia ser resfriado em caso de falta de energia na usina. Porém, protocolos de segurança foram desrespeitados pelos operadores, ocasionado o desastre.

Durante o teste, os operadores tentaram desligar por completo o reator, entretanto, uma nova sobrecarga resultou em explosões seguidas no interior. Com o núcleo do reator quatro exposto, material radioativo foi lançado para a atmosfera, afetando cerca de 155 mil quilômetros quadrados. Urânio, um metal radiativo utilizado como combustível, era o elemento químico presente no reator para geração de energia nuclear.

Com a explosão, outros elementos químicos radioativos, como plutônio, iodo, estrôncio e césio, foram dispersados no ambiente. A nuvem radioativa atingiu diversos países: Suécia, Finlândia, Alemanha e Grã-Bretanha.

Quais as causas do acidente de Chernobyl?

Entre as causas do desastre de Chernobyl, que aconteceu há 38 anos, está o descumprimento das medidas de segurança. Essa atitude dos operadores provocou o superaquecimento do combustível (urânio) do reator, que levou à explosão. Além disso, também foi comprovado que o projeto do reator apresentava instabilidades.

Quando aconteceu o desastre de Chernobyl?

O acidente de Chernobyl foi no dia 26 de abril de 1986, sábado.

Onde aconteceu o acidente de Chernobyl?

O desastre de Chernobyl aconteceu na cidade de mesmo nome, localizada na antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). Atualmente, a região pertence à Ucrânia.

image  (Viktor Drachev/AFP)

Quais as consequências do desastre de Chernobyl?

Entre as consequências do acidente de Chernobyl está o crescimento da taxa de mortalidade. Conforme o Centro Nacional de Pesquisa Médica de Radiação, morreram, aproximadamente, 5 milhões de cidadãos da extinta União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).

Os efeitos da radiação se apresentam como tumores na tireoide, redução na contagem de plaquetas, inflamação e fibrose nos pulmões, sangramento estomacal e intestinal, e baixa no número de glóbulos brancos. Segundo o Comitê Científico das Nações Unidas sobre os Efeitos da Radiação Atômica, mais de seis mil crianças e adolescentes tiveram câncer de tireoide.

Entre os impactos no meio ambiente, está a “Floresta Vermelha”. Devido à radiação, em uma área de 10 quilômetros quadrados, muitas árvores mudaram de coloração para marrom-avermelhado e morreram com a absorção. Nos animais presentes na Zona de Exclusão de Chernobyl há altos níveis de catarata e albinismo, além de reduzidas taxas de bactéricas benéficas.

É estimado que entre 20 mil a 93 mil pessoas morreram devido o acidente de Chernobyl. Apesar disso, a URSS determinou, sem revisão posterior, que apenas 31 mortes foram diretamente ligadas ao desastre. No geral, mais de 600 mil pessoas atuaram na Usina Nuclear de Vladimir Ilyich Lenin para conter os danos da explosão.

(*Lívia Ximenes, estagiária sob supervisão da coordenadora de Oliberal.com, Heloá Canali)

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO