CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Argentina anuncia aumento de isenção do IR às vésperas de eleição

Sergio Massa, ministro da Economia da Argentina, anunciou na segunda-feira (11) o aumento do piso de isenção do Imposto de Renda para 1,7 milhão de pesos

O Liberal
fonte

Sergio Massa, ministro da Economia da Argentina, anunciou na segunda-feira (11) o aumento do piso de isenção do Imposto de Renda para 1,7 milhão de pesos (cerca de R$ 23.971, na cotação atual). Com a mudança, apenas 90.000 altos executivos em todo o país terão de pagar o imposto, menos de 1% do total de trabalhadores registrados. De acordo com o governo, a medida terá um custo fiscal de cerca de US$ 1 bilhão por ano. 
“O Estado está se esforçando para deixar de arrecadar quase US$ 1 bilhão por ano, que é direcionado diretamente ao consumo e melhora do poder de compra dos trabalhadores e aposenentados”, falou em comunicado.

image Planalto legenda vídeos de Lula em espanhol perto da eleição para presidência da Argentina
Medida ocorre em meio ao crescimento e possibilidade de vitória do direitista Javier Milei nas eleições presidenciais

image Pesquisas indicam tendência de segundo turno entre Sergio Massa e Javier Milei nas eleições argentin
Patricia Bullrich, candidata da aliança opositora Juntos Pela Mudança, estaria fora desse cenário

image Candidato de extrema direita sai na frente nas eleições da Argentina; saiba quem é
Com mais de 90% das mesas contabilizadas, Javier Milei chegou a 30,06% dos votos

O plano é que a perda de arrecadação seja compensada com outros tributos, como o imposto sobre importações, e com um eventual crescimento dos rendimentos e do consumo. O objetivo da medida é reduzir o impacto da desvalorização do peso, que apresentou queda depois do resultado das eleições primárias. De acordo com projeções do governo, com a mudança, o rendimento líquido da população irá melhorar de 21% a 27%. Como se trata de uma questão tributária anual, um projeto de lei com a proposta deve ser enviado ao Congresso para votação. Se aprovado, entrará em vigor em janeiro de 2024. Além de ministro da Economia, Massa é candidato à presidência da Argentina nas eleições de outubro. O anúncio se soma a uma série de benefícios lançados recentemente pelo governo, desafiando as exigências do FMI (Fundo Monetário Internacional) de redução da despesa
 

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO