Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Ameba 'comedora de cérebro': parasita pode ser causa de morte de criança

É possível que o menino tenha contraído a doença meningoencefalite amebiana primária depois de nadar em um rio

Rayanne Bulhões

Uma criança pode ter morrido em decorrência de uma infecção rara causada por um parasita conhecido como ‘ameba comedora de cérebro’. O caso aconteceu em Nebraska, nos Estados Unidos. É possível que o menino tenha contraído a doença meningoencefalite amebiana primária depois de nadar em um rio.

A criança foi para um passeio no lago no dia 8 de agosto. Os sintomas começaram cinco dias depois. Ele foi hospitalizado 48 horas após o início dos sintomas. Quase dez dias depois, morreu. O nome da vítima não foi divulgado.

Segundo o Departamento de Saúde do Condado de Douglas, se confirmada a notificação essa será a segunda morte nas últimas semanas pela infecção. Agora os pesquisadores querem entender as causas do aumento do parasita e se há influência por meio das mudanças climáticas.

Quais os sintomas da ameba comedora de cérebro?

A doença tem alta letalidade. Mas em fase inicial, o paciente com ‘ameba comedora de cérebro’ pode apresentar febre, dor de cabeça, náuseas e vômitos e evoluem para torcicolo, perda de equilíbrio, alucinações e convulsões.

VEJA MAIS 

Ameba 'comedora de cérebro': caso de infecção alerta os EUA
Frequentemente encontrada em água morna, a ameba entra no corpo pelo nariz.


Criança morre após contrair ameba rara 'comedora de cérebro'
A ameba em questão entra pelo nariz e sobe até o cérebro, onde destrói o tecido cerebral


Homem é infectado por 'ameba comedora de cérebro' após entrar em lago contaminado; entenda
A vítima foi internada em estado grave. Saiba como a ameba entra no corpo e os sintomas da infecção

Casos de ameba nos Estados Unidos

Nos Estados Unidos, a ameba pode ser encontrada com mais facilidade nos estados do sul, porque ela se desenvolve em temperaturas da água acima de 30ºC. Mas autoridades de saúde local informaram que infecções também foram detectadas no norte nos últimos anos, incluindo dois casos em Minnesota desde 2010.

Para a Diretora de saúde do condado de Douglas, em entrevista coletiva, Lindsey Huse, a temperatura está mudando gradativamente. "Nossas regiões estão ficando mais quentes. À medida que ficam mais quentes, a água fica mais quente e os níveis de água caem devido à seca, e você pode ver que esse organismo é muito mais feliz e tende a prosperar nessas situações", avaliou Lindsey.

No mês passado, um morador do Missouri morreu da mesma infecção, possivelmente causada pela ameba no lago dos Três Incêndios, no sudoeste de Iowa. As autoridades daquele estado fecharam a praia do lago por quase três semanas como medida preventiva.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO