Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Torcedor eterniza título do Remo na Curuzu em um quadro e diz: 'ficou na história do futebol paraense'

O professor Rodolfo Moura demorou cinco horas para finalizar a pintura de uma conquista marcada por um fato inusitado

Fabio Will

O título conquistado pelo Remo, diante do Paysandu, dentro do Estádio da Curuzu, gerou polêmica pelo “apagão” ocorrido, justamente na hora em que os jogadores azulinos levantaram a taça no estádio alviceleste. O Paysandu não tocou no assunto, o Remo por outro lado, classificou a situação como “atitude antidesportiva”. Já um torcedor remista decidiu fazer algo diferente e eternizou a cena em um quadro.

VEJA MAIS

Campeão paraense, Remo conquista pela primeira vez a Taça ‘Estrela do Norte’ Troféu foi idealizado para edição de 2020 do Parazão e havia sido levantada apenas por um único time: o Paysandu

Remo provoca o Paysandu nas redes sociais e chama a Curuzu de 'Salão de festas' O Remo conquistou o 47º título estadual dentro do Estádio da Curuzu e fez a festa, mesmo no escuro

Durante comemoração, jogadores do Remo ironizam falta de energia na Curuzu Momento de alegria dos azulinos foi ofuscado por queda de energia. Atletas responderam com brincadeiras em rede social

O professor Rodolfo Moura, de 38 anos, decidiu registrar o momento em que a Curuzu ficou às escuras e os jogadores do Leão fazendo a festa no estádio alviceleste em uma tela, que demorou cinco horas para ser concluída.

“A ideia surgiu pois a noite do título entrou para a história. A direção do Paysandu apagando as luzes, colaborou em 33% para que a final do Campeonato Paraense de 2022 ficasse marcada definitivamente na história do futebol paraense. Nada melhor que a arte em tela para registrar a ate do futebol, bem como a rivalidade entre Remo e Paysandu”, disse.

ASSISTA COMO O QUADRO FOI PINTADO

O torcedor Rodolfo Moura já recebeu algumas propostas pelo quadro do título do Leão Azul, mas ainda não sabe o que fazer.

Quadro do título azulino levou cinco horas para ficar pronto (Arquivo pessoal)

“Sinceramente não sei o que fazer. Já recebi algumas propostas pela arte, mas penso em doá-lo para o Remo”, falou.

O Remo conquistou na última quarta-feira (6), o seu 47º título do Campeonato Paraense, ao perder o jogo por 3 a 1 para o Paysandu, dentro da casa do rival, porém, como o Leão Azul havia vencido a primeira partida no Baenão por 3 a 0, ficou com a taça e fez a festa dentro do estádio do seu maior rival.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES