'Queríamos o Gabigol, mas não dá', brinca novo executivo de futebol do Remo

Carlos Kila foi apresentado no estádio do Baenão

Nilson Cortinhas

Apresentado à imprensa, o novo executivo de futebol do Clube do Remo, Carlos Kila, garantiu que não tem um perfil centralizador e que preza pelo crescimento do clube. Entre os assuntos debatidos, o executivo explicou como vai se desenrolar o seu trabalho.

"Kila não é um contratador. Vim para desenvolver um trabalho com ascendência sobre o treinador e outros setores dentro do clube. Mas, sei o que o torcedor quer é resultado", garantiu.

Acerca de contratações, Kila afirmou que prezará pelo sigilo para evitar a concorrência do mercado. No entanto, pontuou que qualquer decisão passa pela análise de um colegiado e não exclusivamente depende do executivo. Ele até chegou a brincar: "Queríamos o Gabigol, mas não dá".

Kila considerou que a contratação de um treinador é um assunto tratado com certa urgência. A tendência é que até semana que vem o novo comandante seja anunciado. "Isso é fundamental", afirmou. Porém, Kila desconversou sobre nomes e perfis desejados. "Eu não sei. Precisamos traçar um perfil e verificar o que queremos. Não temos nenhum nome a mesa. Temos que ter cuidado".

Contratado pelo Leão, o gaúcho radicado em Pernambuco, Carlos Kila, de 62 anos, tem a missão de seguir com o trabalho de formação do elenco azulino para a temporada de 2020 e finalizar negociações de renovação, como nos casos do goleiro Thiago, dos zagueiros Mimica e Marcão.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES