Neto Baiano abre o jogo e fala sobre Série C, elenco, Copa Verde e projeções para 2020

Jogador realizou seis jogos com a camisa azulina em 2019 e marcou um gol

Fabio Will

Contratado para ser o “homem-gol” do Remo na reta final da Série C e da Copa Verde, o atacante Neto Baiano fez uma análise da própria passagem pelo time azulino, que não conseguiu alcançar o objetivo principal do ano (o acesso à Série B do Brasileiro), mas que ainda está na luta pelo título inédito da Copa Verde.

Aos 36 anos e com um currículo contendo equipes como CRB-AL, Criciúma-SC, Sport-PE e Vitória-BA, Neto Baiano falou da desclassificação na Série C, do momento que vive o Remo, além da expectativa de conquista da Copa Verde.

SÉRIE C

Com seis jogos com a camisa azulina e um gol marcado, o jogador fez uma auto-análise do desempenho frente ao ataque azulino e se cobrou bastante pelo momento que passa no clube.

“Fiquei devendo gols, mas questão de entrega dentro de campo fui 100%, ao máximo mesmo. Eu queria ter feito mais gols, ajudado mais, pois um jogador nunca pode estar satisfeito. O meu planejamento para vir ao Remo era de subir de divisão. Essa minha passagem não coloco como excelente, mas sim de muita luta e acima de tudo muito aprendizado”.

A saída precoce da Série C mexeu com o elenco do Remo, mas, Neto foi categórico ao afirmar que não há tempo para lamentações, porque existe uma competição em curso e porque há um planejamento iniciado para a temporada de 2020.

“É ruim ser desclassificado. O grupo sentiu, não podemos negar isso, já que o nosso objetivo era subir para a Série B. O time do tamanho que é o Remo não pode estar na Série C. Tudo isso serviu de lição, botar a cabeça no lugar, pensar que em 2020 teremos uma obrigação enorme de subir o Remo. Ano passado o clube brigou para não cair e hoje brigou lá em cima então tudo isso leva a crer que temos que melhorar a cada a ano”.

COPA VERDE

O jogador não jogou a toalha e disse saber da importância que a Copa Verde possui na vida do clube, não só pelo título, mas pelo gás financeiro que a competição pode injetar no Leão Azul.

“Existe um campeonato que pode trazer benefícios financeiros ao clube, que coloca o Remo nas oitavas da Copa do Brasil, além de um título que o clube não possui. Qualquer competição que eu entro em campo é importante. A Copa Verde se tornou o título mais importante do ano. Time grande é necessário sempre pensar grande”, falou.

O título garante vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, o que representa o recebimento de R$ 2,5 milhões no ano que vem somente em cota de participação na competição nacional.

2020 DE GLÓRIAS E TRIUNFOS

Rodado no futebol, Baiano não negou que foi uma temporada abaixo da média. O jogador fez projeções para 2020 e espera que seja um ano de conquistas com o clube. Em campo, Neto Baiano avisa o torcedor que a garra e o espírito de luta não irão faltar.

“Em 2020, espero que Deus possa me abençoar. Esse ano foi o ano que eu fiz menos gols em toda a minha vida. Espero voltar a ser o que sempre fui, ter médias de gols grande, pois por onde passei foi assim e espero que se repita no Remo. O que eu posso garantir é que não vai faltar luta, garra e que espero encanar o espírito da torcida do Remo em mim”, finalizou.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!