Eivaldo Junior destaca empenho do Remo na Copinha e projeta futuro dos atletas no profissional; veja

O técnico da equipe parabenizou o empenho que fez o time alcançar a melhor campanha na história da competição

Luiz Guilherme Ramos
fonte

O Clube do Remo encerrou a sua campanha na Copa São Paulo de Futebol Júnior, ao perder para o Fortaleza no último domingo, pela terceira fase da competição. A derrota por 2 a 0, no entanto, não foi questionada pela Comissão Técnica. Em entrevista após a eliminação, o técnico Eivaldo Júnior parabenizou o elenco pelo esforço, que já fez história pela longevidade na competição. 

Whatsapp: saiba tudo sobre o Remo. Recêêêba!

"Eu queria primeiramente agradecer por todo esse momento maravilhoso na minha vida e na vida de todas essas pessoas que estão envolvidas. Saímos de Belém no dia 30, fizemos toda uma preparação para essa competição. Aqui, disputamos as três primeiras partidas, trabalhando sempre no sentido de observar bem os adversários e alinhar isso bem com a comissão. Fomos os primeiros colocados da chave", explica. 

A campanha remista na fase inicial deixou o time na primeira posição do grupo 32, com duas vitórias e um empate. Até ali, os azulinos já haviam vencido a Juventus-SP e o próprio Fortaleza, que mais tarde viria a ser o carrasco do time. "Entramos na segunda fase onde os atletas também se superaram. Isso é muito importante. Na fase seguinte enfrentamos o Fortaleza, que já tínhamos nos enfrentado no primeiro jogo. O primeiro tempo foi positivo, só faltou o gol. No segundo, cometemos alguns erros, eles fizeram os gols e o resultado foi esse".

No tira-teima com os cearenses, o Remo até esteve melhor em campo, dominou os espaços por todo o primeiro tempo, mas acabou sofrendo um 'apagão' que deixou o time vulnerável, à mercê do adversário, que em apenas cinco minutos fez dois gols, o suficiente para liquidar a fatura e a participação do Leão Azul na Copinha. 

SAIBA MAIS

image Copinha: Remo tem apagão no segundo tempo e é eliminado pelo Fortaleza; vídeo
Simba ainda ficou com um a menos no final da partida, que foi disputada na tarde deste domingo (15)


image Copinha: Contra o Fortaleza, Remo busca classificação inédita para as oitavas de final
Simba reencontra o Leão Cearense nesta edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior


image Copinha: Casos de diarreia em times causam interdição de hotel: 'Estavam se c***ndo no campo'
As delegações de pelo menos três clubes estiveram hospedadas no local


 

"Queria agradecer a todo mundo que nos ajudou, desde o presidente até os membros da comissão técnica e principalmente aos atletas. Um grupo vencedor, bicampeão paraense. Ficamos entre os oito melhores da Copa do Brasil e os 32 melhores da Copa SP. Acredito que o ponto alto foi a união desse grupo. A comissão técnica e diretoria fizeram a sua parte deles, mas o grupo é fundamental. Esses atletas fizeram a diferença", comemora. 

Futuro dos atletas

Em entrevista após a eliminação, o comandante azulino se disse satisfeito com o empenho dos atletas e se mostrou otimista quanto ao futuro deles nos próximos meses. A ideia, segundo ele, é aproveitar alguns nomes no time principal, como forma de dar experiência e rodagem de jogo. Alguns nomes já estão na prancheta de Eivaldo e ele espera que o treinador Marcelo Cabo possa fazer uso, sobretudo durante o Parazão. 

"Atletas como Juan, Jonilson, Davi, Ely, Henrique, Luna, Thiago. Esses atletas a torcida paraense já conhece. Atletas que vieram no início de 2022 já fazem parte desse grupo. O próprio Marcelo Cabo já conhece os jogadores. Deixei bem claro hoje. Fica aqui a minha torcida para que todos eles sigam o melhor caminho. Torço com o meu coração para que um, dois, três ou todos eles tenham uma chance de vestir a camisa profissional do Remo".

Depois de cinco jogos, sendo três vitórias, um empate e uma derrota, o treinador da garotada remista diz que o grupo precisa se programar para o restante da temporada, que inclui uma nova competição nacional, além do Parazão sub-20. "Falar em planejamento, hoje temos um calendário. O sub-20 já tem paraense, Copa do Brasil e depois Copinha novamente. Agora é fazer o planejamento junto à diretoria. Tem sido um ano maravilhoso pra gente. Agora é continuar, fazer o trabalho de base no sub-13, sub-15 e no sub-17 para melhorar isso que já temos", garante o técnico, que sai da Copinha agradecido pela experiência. 

"Isso é um aprendizado. Eu não tenho nem palavras para falar o quanto eu, Eivaldo Junior, aprendi aqui. Já tinha tido uma experiência em 2018, mas chegando aqui, passei meu aniversário junto dos atletas. Eu sempre digo que muitas vezes a gente precisa pegar um sufoco, perder, apanhar, porque a derrota ensina muito. Acredito que poderíamos ir mais longe, mas de verdade, eu preciso me capacitar, fazer esse network. Esse aprendizado eu vou levar para melhorar a minha carreira", conclui. 

 

 

Remo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES