Atitude tomada pelo técnico Eudes Pedro é criticada por ídolos do Remo

Ex-jogadores do Leão e que trabalham hoje como treinadores, falaram da situação e ponderaram ações do técnico remista

Fabio Will

Eliminações, ano sem vitória contra o maior rival e ambiente conturbado. Esse é o Remo no final da temporada, que iniciou com título, alegria e termina de forma melancólica e com um clima pesado entre o treinador Eudes Pedro e os jogadores Eduardo Ramos e Neto Baiano.

O comandante azulino, novo no cargo e na primeira experiência como profissional à beira do gramado, conversou com OLiberal e condicionou a sua permanência se ocorresse as saídas do meia Eduardo Ramos e do atacante Neto Baiano, alegando que o clube ganharia muito sem os atletas.

Mas os jogadores possuem contrato até o final da temporada 2020 e o presidente remista teve que intervir. A equipe de OLiberal.com entrou em contato com dois ídolos do clube, que hoje trabalham como treinadores. Agnaldo de Jesus, o “Seu Boneco”, comentou sobre a polêmica. O treinador que já passou pelo Leão em 2004 e 2015, falou que Eudes Pedro possui o direito de pedir com quem trabalhar, mas critica a forma como foi realizada.

“Acredito que cabe ao Eudes Pedro, sim, tomar essa atitude, mas ela veio tarde. Ela tinha que ocorrer nos jogos. Vazou esse áudio em que ele não quer as permanências do Eduardo e do Neto Baiano, mas por qual motivo ele escalou os jogadores nas partidas? É complicado”, falou.

Outro ex-jogador azulino e que hoje busca seu espaço como treinador é Rogério Belém. Formado nas categorias de base do Remo, Belém atuou fora do Brasil e jogou no São Paulo-SP. Com passagem como técnico pelo Castanhal, o ex-atleta do Leão não aprovou a forma como foi realizada a cobrança por parte de Eudes.

“O treinador possui as suas ideias, precisa comunicar a direção quanto a esse tipo de situação, que é muito comum no futebol, mas a forma que foi feita não achei correto. Essas coisas se resolvem no vestiário. O ambiente no Remo não é dos melhores e tumultuar dessa forma não é legal, mas ele está no direito de pedir quem fica e quem deve sair, ele está no papel de treinador e formador do elenco para a temporada 2020”, ponderou.

Na tarde desta quinta-feira (10), a assessoria do Remo marcou uma coletiva de imprensa com o presidente Fábio Bentes e também o treinador Eudes Pedro, para esclarecer a situação.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!