Proposta de Grêmio a Cavani teria patamar salarial de R$ 2,1 milhões

Informações sobre movimentação que diretoria do clube gaúcho teria feito para trazer o avante uruguaio foram publicadas pelo portal 'ge'

Futebol Latino

Oficialmente, o Grêmio tomou todos os cuidados para não deixar com que o "furor" da possibilidade levantada nas redes sociais de contratar o atacante uruguaio Edinson Cavani contagiasse ou mesmo criasse um ambiente de frustração em caso de insucesso.

Entretanto, em relação ao que foi divulgado pelo portal 'ge', nos bastidores o time se movimentou com força para contratar o avante de 33 anos de idade com direito a oferecer um salário que se colocaria como o maior do Brasil: equivalente a R$ 2,1 milhões mensais.

No total, a ideia seria de, em conjunto com quatro parceiros que auxiliariam em bancar a empreitada, oferecer algo na casa dos 12 milhões de euros (equivalente a R$ 76 milhões) pensando nos três anos de contrato propostos pelo Imortal.

Por ora, o clube prefere acreditar que a maior proximidade de Cavani é de seguir no futebol europeu onde o Real Madrid foi o último clube apontado como podendo ser o destino do charrua. Pelo menos até o próximo dia 5 de outubro, data onde será fechada a atual janela de transferências no Velho Continente.

Dentro desse panorama, o Grêmio entrou em compasso de espera e deve fazer uma nova investida somente se, passada a data final da janela europeia, Cavani não tiver acertado com nenhuma equipe do continente.

Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES