Torcedores não acreditam que Paysandu conquistará acesso no Tapetão

Papão impetrou pedido para anular partida decisiva com o Náutico por conta de erro do árbitro Leandro Pedro Vuaden

Carlos Fellip

Enquanto jogadores pisarão no gramado do Mangueirão, na noite desta quarta-feira (11), pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa Verde, a diretoria do clube continua na luta jurídica para tentar anular o jogo que decidiu o acesso à Série B do Brasileiro de 2020.

Em enquete movimentada pelo OLiberal.com, torcedores responderam à sequinte questão: "Você acredita que o Paysandu vai reverter na Justiça a eliminação na Série C?". O resultado foi de 61% para "não" e comente 39% para "sim".

VEJA COMO FOI A ENQUETE AQUI

O CASO

O Paysandu estava vencendo o jogo contra o Náutico - resultado que garantiria o acesso ao Bicola - até os 49 minutos do segundo tempo, quando o árbitro Leandro Pedro Vuaden marcou um pênalti para o time pernambucano. O meia Jean Carlos converteu a cobrança em gol e levou a decisão para a disputa de penalidades, onde o Timbu saiu vencedor.

A penalidade convertida pelo camisa 10 do Timbu, porém, foi contestada pelo Paysandu e, no mesmo dia, pela imprensa nacional. Até mesmo o presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Leandro Gaciba, afirmou que o pênalti foi inexistente. No quadro "Regra do Jogo", do SporTV, três ex-árbitros avaliaram o lance e também foram contundentes ao afirmar que foi um erro de Vuaden e que "nem cabia interpretação".

Diante disto, o presidente do Paysandu, Ricardo Gluck Paul, contratou o escritório de advocacia esportiva de Michel Assef Filho, no Rio de Janeiro, e impetrou o pedido formal ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) para impugnar a partida contra o Timbu e paralisar a Série C. O caso está sob análise.

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!