Titular no acesso à Série B, Matheus Nogueira expressa desejo de permanecer no Paysandu

O arqueiro bicolor tem contrato com o clube até junho de 2024, mas segundo ele, a intenção é ficar, pelo menos, até o fim da temporada

Caio Maia e Luiz Guiherme Ramos
fonte

Um dos pilares do acesso bicolor à Série B de 2024, o goleiro Matheus Nogueira cavou espaço entre os titulares e remanescentes para a próxima temporada. Nesta quinta-feira (7), o arqueiro participou do lançamento do novo uniforme bicolor e, em uma conversa exclusiva com o Núcleo de Esportes de O Liberal, falou sobre o que espera nos próximos meses. 

Whatsapp: saiba tudo sobre o Paysandu. Recêêêba!

Matheus chegou ao Paysandu em julho do ano passado e imediatamente se tornou titular nas 14 partidas seguintes. Ao final da Série C, foi eleito o melhor goleiro da temporada e teve sua permanência apoiada pela torcida. Neste fim de ano, ganhou um concorrente de peso com a chegada de Diogo Silva, esperando uma luta saudável pela camisa 1. 

"Por onde eu passei tive boas relações com os meus companheiros de time. Eu acho que com o Diogo não vai ser diferente. Eu nunca trabalhei com ele, mas pelo que me falam ele é uma boa pessoa, um bom profissional. Vamos trabalhar juntos para defender o Paysandu", garante o atleta, que apoia a concorrência saudável. 

VEJA MAIS

image Paysandu ganha prêmio de melhor torcida e tem três jogadores na Seleção da Série C; confira
Papão, que conquistou o acesso ao final da temporada, foi um dos clubes que teve mais atletas premiados. 


image Paysandu: Emprestado por clube português, goleiro Matheus Nogueira conquistou dois acessos seguidos
Goleiro Matheus Nogueira chegou ao Paysandu, assumiu a posição e entrou para a história do Papão. Jogador já havia conquistado o acesso com o ABC-RN no ano passado e agora subiu mais uma vez à Série B


image Matheus Nogueira tomou conta da posição de goleiro e foi um dos pilares do acesso do Paysandu
O goleiro foi o quarto da posição a jogar pelo Paysandu em 2023 e foi a solução definitiva para os problemas no gol

O contrato dele com o Paysandu vai até junho do ano que vem. Apesar de seis meses para o fim, o jogador não esconde nutrir um carinho especial pelo clube e pela cidade. "Com certeza. Desde o dia que eu cheguei aqui fui bem recebido. Minha mulher foi bem recebida. Minha filha nasceu aqui em Belém, então a gente se sente em casa. A minha mulher está sempre nos jogos", revela.

Por conta disso, ele admite que tem pretensão de permanecer no clube, desde que a sua situação junto ao Portimonense (POR) seja resolvida em favor do Papão. "Minha vontade é de esticar esse empréstimo e se for possível vir em definitivo para o Paysandu. Mas é claro que isso não depende só de mim, pois se fosse eu já estava, mas sim junto ao Portimonense. Meu empresário está conversando junto a eles para resolver essa situação, se for para esticar mais seis meses ou ficar em definitivo".

Para o próximo, inclusive, o jogador garantiu que a responsabilidade para a Série B está nas alturas. "Para mim é uma Série A. É muito disputada, equilibrada. Tem times de camisa, tradicionais. A expectativa é muito grande, não só minha, mas como de todos os profissionais. O importante é começar o ano bem no estadual, Copa Verde, Copa do Brasil. A gente tem que pensar no início do ano para se fortalecer e brigar pelo acesso, pelo título", encerra. 

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Paysandu
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES