Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Técnico João Brigatti responde acusações e ataca presidente do Paysandu: "Psicopata"

Brigatti é acusado de pedir para DM fraudar exame médico para poder tirar o zagueiro Micael de um Re-Pa

Carlos Fellip

De Campinas (SP), onde mora, o técnico João Brigatti respondeu à reportagem de O Liberal sobre as denúncias feitas pelo presidente do Paysandu, Ricardo Gluck Paul, e foi contundente:

"Vida que segue! Vou sempre torcer para o Sucesso do Paysandu mesmo que tenha um psicopata no comando. Pseudopresidente extremamente vaidoso e mentiroso. Ele ficou revoltado porque não deixei ele interferir na escalação. Desde o primeiro jogo contra o São Francisco ele queria escalar dois atletas eu não coloquei pra jogar aí começou a perseguição."

Sobre as acusações de que teria pedido ao Departamento Médico do Papão para fraudar o exame médico do zagueiro Micael, Brigatti negou e disse apontou que foi Gluck Paul quem teria tentado interferir nas escalações. 

"Jamais aconteceu o que ele está falando. Nunca precisei de laudos médicos pra tirar do time qualquer atleta. O que aconteceu foi o que falei na entrevista. Micael saiu do treino com dores nos tendões. Falei para o médico que dependendo da ressonância ele quem iria ou não escalar o atleta. Até porque o presidente tinha falado que eu tinha que bater de frente com os médicos para passar por cima de dores", declarou.

Questionado se pensa em buscar algo junto à Justiça, Brigatti disse: "Estou indo viajar a Orlando e volto dia 10. Vou pensar no que vou fazer a respeito".
 

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES