Paysandu denuncia caso em que foi vítima de discriminação e também se solidariza com Marinho

Clube usou as redes sociais para responder comentário lamentável

Redação Integrada

Pelas redes sociais, o Paysandu denunciou um caso lamentável em que foi vítima. O clube expôs um perfil que cometeu um crime de discriminação racial, ao fazer uma relação lamentável entre índio e futebol. “Não sabia que índio jogava futebol”, escreveu applauseforyou, no TikTok. Esse perfil que não tem identificação clara a respeito quem é o dono da conta.

O Paysandu considerou o fato repugnante. O detalhe é que a situação gerou uma interação da rede social TikTok, apoiando o Paysandu e lamentando o comentário preconceituoso.

Contexto

Esse fato se agrega a outro episódio lamentável, em que o Paysandu não foi a vítima, mas manifestou solidariedade. O atacante Marinho, do Santos, teve que lidar com um comentário racista de Fabio Benedetti, durante a transmissão de Santos 1 x 3 Ponte Preta, na rádio "Energia 97",

Benedetti afirmou: "Eu vou falar assim: 'Você é burro, você está na senzala, você vai sair do grupo uma semana para pensar sobre o que você fez".

Marinho se posicionou em sua conta no Instagram. Ele pediu uma retratação e ressaltou que tem "orgulho de ser preto".  O Paysandu se posicionou sobre o assunto. 

 

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES