Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Capitão do Paysandu, zagueiro minimiza fator grupo da morte e aponta clima no clube: 'Momento mágico'

Papão estreia no quadrangular de acesso da Série C no domingo (21), às 16h, contra o Vitória, no Barradão

Andre Gomes

Após o fim da primeira fase, o Paysandu deu um passo importante rumo ao principal objetivo do ano, que é o acesso à Série B do Brasileiro. Nos últimos dias, jogadores e dirigentes do clube têm deixado claro que o foco bicolor está totalmente no acesso, deixando outras questões mais para segundo plano, como disse o presidente bicolor, Maurício Ettinger, nesta semana.

Quem também comentou sobre o momento vivido pelo Bicola foi o zagueiro Genílson. Capitão do time, o defensor teve a oportunidade de falar pelo elenco no culto ecumênico realizado pelo clube na última terça-feira (16), na Curuzu. Um dia depois, Genílson concedeu entrevista coletiva e reforçou que nunca viveu o que está acontecendo hoje no Bicola:

"É um momento, como eu disse na reunião, mágico. O clube inteiro está envolvido, todos pensando juntos e caminhado para o mesmo lugar. Não só nós, como toda a diretoria e funcionários estão dando o melhor para que no final da gente venha se abraçar, olhar um no olho do outro e dizer que não faltou nada. Passei por clubes tradicionais, mas não vivi isso em nenhum clube. Foi bonito e tenho certeza que estamos no caminho certo e tenho fé em Deus que vamos conseguir o acesso", afirmou o zagueiro.

VEJA MAIS

Paysandu arrecadou mais de R$ 4,3 milhões na temporada e pode faturar mais em caso de acesso
Classificado à segunda fase da Série C, Papão teve arrecadação milionária levando em consideração premiações, cotas de participação e bilheteria.

Paysandu prorroga contrato com volante Bileu até o final do Parazão de 2023
Jogador, que não atua desde março, se recupera e uma lesão ligamentar no joelho na Curuzu. Prazo de recuperação do atleta é de oito a nove meses.

Apesar do pensamento positivo, para muitos o Papão caiu no grupo mais difícil do quadrangular do acesso, ao lado de Vitória, ABC e Figueirense. No entanto, Genílson fez questão de minimizar a ideia do 'grupo da morte' e apontou que a mesma pressão que a equipe vai enfrentar nos jogos contra algumas das equipes mais tradicionais da Série C, o time já recebe nos jogos em casa:

"A gente sabe da pressão que vai ser lá, a torcida vem empurrando eles desde a reta final. Mas pressão por pressão, também temos em casa todo jogo. O que temos que fazer é chegar lá, jogar nosso futebol e vencer a partida. Nesta reta final não tem grupo difícil ou fácil. Cada jogo vai ser uma dificuldade, estamos neste grupo e é onde temos que fazer por onde e subir", concluiu.

A estreia do Paysandu no quadrangular será no fim de semana. No domingo (21), às 16h, o Papão visita o Vitória, no Estádio Barradão, em partida válida pela primeira rodada da segunda fase do torneio. Acompanhe a cobertura completa do Bicola no quadrangular pelo pelo portal OLiberal.com.

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES