F1: Haas anuncia saída de Mick Schumacher e Nico Hulkenberg assume a vaga em 2023

Hulkenberg será companheiro de Kevin Magnussen no grid da próxima temporada; Schumacher ainda não tem futuro certo

Aila Beatriz Inete

A Haas anunciou que o alemão Mick Schumacher, filho do heptacampeão Michael Schumacher, não faz mais parte da equipe. Com isso, a o time norte-americano confirmou o retorno de Nico Hulkenberg para a Fórmula 1. O piloto, também da Alemanha, será companheiro de Kevin Magnussen no grid em 2023. 

Nas redes sociais, Mick disse que estava desapontado pela decisão da Haas de não renovar o contrato, mas agradeceu a oportunidade. O piloto alemão também ressaltou que ainda vai brigar por uma vaga na F1. 

“Essa vai ser a minha última corrida com a Haas. Eu não vou esconder o fato de que estou decepcionado com a decisão de não renovar o nosso contrato. No entanto, eu quero agradecer a Haas e a Ferrari pela oportunidade. Todos esses anos juntos me ajudaram a amadurecer tecnicamente e pessoalmente E, especialmente quando as coisas ficavam difíceis, eu me dava conta do quanto eu amo esse esporte. Foram dias instáveis, mas eu continuei melhorando, aprendi muito e agora tenho certeza de que mereço um lugar na Fórmula 1. Este assunto não está encerrado para mim. Contratempos só te fazem mais forte. Meu sangue ferve pela Fórmula 1 e eu lutarei firmemente para voltar ao grid”, escreveu Mick. 

 

Mick chegou na F1 em 2021, após ter sido campeão da Fórmula 3 (2018) e Fórmula 2 (2020). Com o peso do sobrenome, as expectativas estavam altas. No entanto, sua equipe, a Haas, tinha o pior carro do grid e ele não pode fazer grandes coisas, mas, mesmo assim, foi muito superior ao companheiro de equipe Nikita Mazepin. 

VEJA MAIS 

F1: Chefe da Mercedes diz que Lewis Hamilton deve renovar com a equipe: ‘Mais cinco anos’
Toto Wolff disse que o piloto inglês, sete vezes campeão da Fórmula 1, deve continuar na categoria por muito tempo

Em uma corrida confusa, Max Verstappen vence no Japão e conquista o bicampeonato da Fórmula 1
Corrida ficou parada e o título de Max Verstappen foi conquistado após punição de concorrente

F1: Fernando Alonso desvaloriza títulos de Lewis Hamilton e inglês responde: ‘Me faz rir’
Heptacampeão e bicampeão foram companheiros de equipes em 2007 na McLaren e protagonizaram uma das maiores rivalidades da Fórmula 1

Já neste ano, o piloto foi superado pelo experiente Keven Magnussen, que já conseguiu conquistar 25 pontos para a Haas, 13 a mais do que Mick. A saída de Schumacher foi influenciada por conta da instabilidade do piloto durante a temporada. 

Após conquistar os seus primeiros pontos, quatro em Silverstone e oito na Áustria, Mick não conseguiu alcançar mais a área de pontuação. Na classificação geral, ele ocupa a 16ª posição. 

O futuro de Mick

Ainda não está claro o que o piloto irá fazer em 2023. Mas, a expectativa é de que ele assine com a Mercedes - equipe em que o pai terminou a carreira - para ser piloto reserva. O chefe do time alemão já declarou que eles têm interesse em Mick. 

O retorno de Hulkenberg

Nico Hulkenberg tem 35 anos e estreou na F1 em 2010 pela Williams. Depois passou para a Force India, Sauber, Renault e Aston Martin – como piloto reserva. O alemão deixou a titularidade em 2019. Em 2020 ainda chegou a substituir, por duas vezes, o mexicano Sergio Pérez. 

Ainda este ano, Nico fez as duas primeiras corridas do calendário no lugar de Sebastian Vettel, que testou positivo para covid-19. 

Apesar de ser o piloto que mais disputou corridas sem subir uma vez sequer no pódio, Hulkenberg é consistente e tem um bom histórico de pontuações na F1. Na carreira, Nico tem 82 GPs de Fórmula 1, com seus melhores resultados sendo três quatro lugares, duas voltas mais rápidas e uma pole position.

Grid de 2023 (quase) fechado

Com isso, o grid de 2023 está quase fechado. Apenas a Williams tem uma incerteza. Isso porque, o piloto anunciado pela equipe, Logan Sargent, precisa conquistar os pontos para tirar a superlicença. O atleta precisa de um sexto lugar em Abu Dhabi no campeonato da F2 para ter os pontos necessários. 

(Aila Beatriz Inete, estagiária, sob supervisão de Pedro Cruz, coordenador do Núcleo de Esportes)

 

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES