Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

ASSISTA: na Páscoa e com 'lei do ex', Remo dá 'chocolate' no Paysandu e vence o clássico na Curuzu

Remo foi soberano na partida e venceu o maior rival no primeiro clássico Re-Pa de 2021

Fabio Will

Domínio e vitória soberana. O Remo não deu chance ao Paysandu no primeiro clássico “Rei da Amazônia” de 2021 pelo Parazão 2021. Neste domingo (4) de Páscoa, na Curuzu, o Leão deu um “chocolate” no Papão pelo placar de 4 a 2 e segue na liderança do grupo B e é o único invicto e 100% na competição estadual.

Em um clássico cheio de “temperos”, provocações da torcida bicolor na chegada da delegação do Remo e com direito à “lei do ex”, o Leão foi soberano no jogo e mandou no jogo dentro da casa do maior rival.

VEJA COMO FOI A PARTIDA LANCE A LANCE

O JOGO

O clássico Re-Pa voltou ao Estádio da Curuzu após 19 anos e de uma forma frenética. Paysandu e Remo fizeram um início de jogo bastante disputado e com o ingrediente já conhecido de todo paraense: a chuva.

ELETRIZANTE

Em menos de 20 minutos de partida foram marcados quatro gols. O Remo abriu o marcador com Dioguinho, após receber na área e chutar no canto, aos quatro minutos. Mas nem deu tempo do Leão comemorar, na saída de bola, Nicolas fez uma jogada individual, entrou na área e bateu na saída do goleiro Vinícius, deixando tudo igual aos cinco minutos, 1 a 1.

Nicolas deixou sua marca em mais um clássico (Thiago Gomes / OLiberal)

Mesmo jogando fora de casa, o Remo conseguiu se acalmar, colocar a bola no chão e conseguiu o segundo gol, sempre pelo lado esquerdo do ataque. Lucas Tocantins, recebeu, invadiu a área e chutou, o goleiro Victor Souza falhou, e a bola morreu na rede.

Goleiro Victor Souza falhou no segundo gol remista (Cristino Martins / OLiberal)

LEI DO EX

O Paysandu sentiu o gol e não conseguiu jogar. O Remo pressionava a saída de bola alviceleste e forçava o erro da equipe bicolor. Aos 19 minutos o Leão Azul chegou ao ataque novamente com Lucas Tocantins pela esquerda, a bola foi cruzada na área e Lucas Siqueira, fazendo valer a “lei do ex”, estufou as redes do Paysandu, marcando o terceiro remista na Curuzu.

Volante Lucas Siqueira fez valer a "lei do ex" e marcou contra o Paysandu (Cristino Martins / OLiberal)

TENTATIVAS

Atrás do placar, o Paysandu começou a tentar em chutes de fora da área. Foi assim com Nicolas, Israel e também com Ari Moura, que arriscaram e levaram perigo ao gol azulino. Outro fator bastante explorado pela equipe alviceleste foram os cruzamentos na área, mas sem muito sucesso.  Ainda no primeiro tempo o técnico Itamar Schulle decidiu mudar a equipe, colocando o atacante velocista Marlon no lugar de Denilson. Com a substituição o Paysandu ganhou em movimentação no sistema ofensivo e teve chances de diminuir, mas esbarrava na defesa azulina bem postada.

 

SEGUNDO TEMPO

No retorno do intervalo o Paysandu teve mudanças. O volante Paulinho, que jogou pelo Papão em 2016 fez sua reestreia no lugar de Ratinho. No início da segunda etapa o clube alviceleste foi para cima com Ari Moura em chute de fora da área.

PÊNALTI

Dois minutos depois a bola sobra na área e Ruy foi tocado pelo goleiro Vinícius e o árbitro marcou a penalidade. O atacante Marlon foi para a cobrança, chamou a responsabilidade, mas na hora do chute isolou, desperdiçando uma grande chance de diminuir o marcador.

EFICIENTE

O Remo não se abateu com a pressão bicolor e jogou um “balde de água fria” nas pretensões do Paysandu. Após cobrança de escanteio do lado esquerdo, a bola sobrou na grande área e o zagueiro Rafael Jansen encheu o pé e estufou a rede do Paysandu, aos 10 minutos, Leão 4 a 1.

Zagueiro Rafael Jansen commorou bastante o gol marcado (Cristino Martins / OLiberal)

TODO ATAQUE

O Paysandu foi para frente atrás do prejuízo. Com as entradas de Diego Matos e Gabriel Barbosa nos lugares de Bruno Collaço e Ari Moura, deu ao Papão um poder ofensivo maior, principalmente nas bolas levantadas na área. E foi dessa forma que o clube alvieceleste diminuiu o marcador. Após cruzamento, Nicolas subiu mais que a zaga remista e tocou para o gol, aos 32 minutos, 2 a 4 para o Remo.

PRESSÃO DE UM LADO E CONTRA-ATAQUE DE OUTRO

O gol mexeu com o Paysandu que foi para cima, virando o jogo, buscando as jogadas pelas pontas e os cruzamentos na área. Gabriel Barbosa quase marca de cabeça, Vinícius fez bela defesa. Já pelo lado remista a velocidade nas estocadas principalmente com Dioguinho e posteriormente com Wallace e Renan Oliveira, que entrou no lugar de Felipe Gedoz. Por duas vezes o Leão ficou próximo de marcar o quinto gol, mas o placar não foi alterado.

AGENDA

O próximo compromisso do Remo é na quinta-feira (8), contra o Independente, às 17h, no Baenão. Já o Paysandu terá o clássico contra a Tuna, na Curuzu, na próxima sexta-feira (9), também às 17h.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio da Curuzu – Belém (PA)

Data: 04.04.2021

Horário: 17h

Árbitro: Marcos José Soares de Almeida

Assistentes: Márcio Gleidson Correia Dias e Jhonnatan Leone Lopes

Quarto árbitro: Olivaldo José Alves Moaraes

Cartões amarelos: Perema (PAY)  e Rui ; Felipe Gedoz (REM), Mimica, Marlon e Vinícius

Gols: Dioguinho 4’/1T (REM), Nicolas 4’/1T (PAY), Lucas Tocantins 12’/1T (REM), Lucas Siqueira 19’/1T (REM), Rafael Jansen 10’/2T (REM), Nicolas 32’/2T (PAY)

PAYSANDU: Victor Souza; Israel, Alisson, Perema e Bruno Collaço (Diego Matos); Denilson (Marlon), Elyeser (João Paulo), Ruy e Ratinho (Paulinho); Ari Moura (Gabriel Barbosa) e Nicolas. Técnico: Itamar Schulle.

REMO: Vinícius; Wellington Silva, Fredson, Rafael Jansen e Marlon; Anderson Uchôa, Lucas Siqueira,  Felipe Gedoz (Renan Oliveira) e Dioguinho (Wallace); Lucas Tocantins (Jeferson Lima) e Ranan Gorne (Edson Cariús). Técnico: Paulo Boamigo.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES