Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Flamengo empata com Ceará no Maracanã e perde chance de encostar no Palmeiras, líder do Brasileirão

Em jogo polêmico, com direito a expulsão de Gabigol e Jô, os rubro-negros não conseguiram sair na vantagem e seguem na vice-liderança do campeonato

Luiz Guilherme Ramos

Em um Maracanã lotado, o Flamengo deixou escapar a chance de encostar no Palmeiras, ao ficar no empate pelo placar de 1 a 1 com a equipe do Ceará. A partida foi realizada na manhã deste domingo, com direito lances polêmicos e a expulsão de Gabigol e Jô. Com o resultado, o time rubro-negro manteve-se na segunda posição, com 44 pontos, sete a menos que o líder.

Tabela de jogos e classificação

Nem os 64 mil torcedores que foram ao estádio conseguiram inspirar o time carioca, no confronto contra os cearenses, que ocupam a 15ª posição na Série A. Além de perder a chance de se aproximar do líder, os comandados de Dorival Junior não fizeram uma boa partida e perdeu o centroavante Gabigol, por reclamação. 

Embora não tenha conseguido se diferenciar no placar de jogo, o Flamengo foi quem mandou nas ações, mas faltou entrosamento e articulação tática. Erick, Diego e Victor Hugo pouco participaram, dificultando a ligação entre defesa e ataque, que passou a vingar mais na base dos lançamentos, facilitando o trabalho do Ceará, que se resguardava com linhas baixas na defesa.

A equipe cearense veio com uma máxima já aguardada: defender-se e depois atacar. Assim, o time do estreante Lucho Gonzáles tentou se ajustar, mas acabou passando batido no primeiro tempo, com poucas oportunidades ofensivas, que esbarravam na falta de velocidade e arremate. 

No entanto, aos 45 do primeiro tempo, Mendoza foi lançado pela esquerda e partiu para cima de Erick. Ele encontrou Jô, que recebeu o passe livre da marcação e tocou de primeira, sem chance para Santos e abrindo o placar em favor dos visitantes, 1 a 0. Foi o primeiro gol dele com a camisa do Ceará.

SAIBA MAIS

Com show de Pedro, Flamengo goleia o Vélez na Argentina e coloca um pé na final da Libertadores
Time rubro-negro não tomou conhecimento do adversário, na noite desta quarta-feira (31)


Antes de clássico, torcidas de Botafogo e Flamengo brigam no entorno do Estádio Nilton Santos; vídeo
Jogo é válido pelo Campeonato Brasileiro


Jogador do Flamengo oferece mais de R$ 5 mil por cachorro perdido; entenda
O animal de estimação de sua filha desapareceu em Santiago, no Chile


 

Com o cenário ruim, Dorival mexeu no time e fez quatro mudanças no intervalo. Entraram Matheuzinho, Vidal, Everton Ribeiro e Pedro. Imediatamente o time parece ter adotado outra postura. O Flamengo então passou a pressionar insistentemente e, aos sete minutos, em escanteio cobrado por Cebolinha, a bola desviou em Richard e sobrou para Gabigol, quase em cima da linha, empatar a partida. 

A partir daí a torcida fez a sua parte e começou a empurrar o time, apesar disso, as investidas esbarravam no mesmo problema, favorecendo o contra-ataque ao Ceará. A partir do empate o jogo ficou aberto para ambos, até que Jô, após reclamar demais com a arbitragem, acabou expulso e o jogo paralisado.  

A saída do atacante cearense parece ter aberto as portas para uma série de reclamações, que paralisaram o espetáculo por vários minutos. Na reta final, as jogadas deram lugar às faltas e, ao final do jogo, também por reclamação, Gabigol acabou expulso. A saída do atacante e a queda no nível técnico do jogo acabaram encerrando o placar em 1 a 1. 

Ficha técnica

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 4 de setembro, às 11h
​Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli da Silva (MG)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (GO)

Renda/Público: 59.612 pagantes / 64.387 presentes / R$ 3.442.960,25

Gols: Jô (0-1, 45'/1ºT), Gabi (1-1, 7'/2ºT)

Cartão amarelo: Gabi, Ayrton Lucas, Pedro (FLA); Gabriel Lacerda, Nino Paraíba, Richard, Vina, João Ricardo e Jhon Vasquez (CEA)
Cartão vermelho: Jô (CEA) e Gabi (FLA)

Flamengo: Santos; Varela (Matheuzinho, Intervalo), David Luiz, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Erick Pulgar (Matheus França, 37'/2ºT), Diego (Everton Ribeiro, Intervalo) e Victor Hugo (Vidal, Intervalo); Everton Cebolinha, Marinho (Pedro, Intervalo) e Gabi.
Técnico: Dorival Junior

Ceará: João Ricardo; Nino Paraíba, Gabriel Lacerda, Messias (Lucas Ribeiro, 5'/2ºT) e Bruno Pacheco; Richardson (Fernando Sobral, 37'/2ºT), Richard Coelho e Vina (Zé Roberto, 42'/2ºT); Lima (Jhon Vasquez, 42'/2ºT), Mendoza e Jô.
Técnico: Lucho González

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES