Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Destaque paraense de clube da Série A revela sonho de jogar no Paysandu: 'Espero vestir a camisa'

Jogador passou pela base bicolor e também no Carajás

Andre Gomes / O Liberal

Todos os anos, diversos jovens com o sonho de serem jogadores profissionais de futebol deixam o Pará. Entre as razões está a busca por melhores condições não apenas de trabalho em clubes do eixo, mas também de vida. E então, anos depois, alguns destes sonhadores começam a ter destaque no futebol nacional, sem ter tido a chance de brilhar pelos gramados paraenses.

Este é o caso do zagueiro Vitor Mendes, de 22 anos, titular em 17 dos 19 jogos que o Juventude fez até aqui no Brasileirão. A equipe de O Liberal conversou com o jovem, natural de Belém, e conheceu um pouco da história do atleta, que no Pará passou pelas bases do Carajás e do Paysandu. Assim como difícil, como boa parte daqueles que decidem jogar futebol, Vitor teve um início complicado:

"Foi muito difícil. Não tinha condição de ir para os treinos, pois não tinha dinheiro para passagem. Lembro que os próprios treinadores Lindomar de Jesus e Nad me davam dinheiro para não faltar aos treinos. Levantava às 6h para não perder o ônibus, às vezes ia sentado no chão com o ônibus cheio de gente e para não chegar atrasado nos treino que iniciava às 8h. Mas valeu a pena", contou o jogador.

Vitor Mendes foi capitão na base do Atlético-MG (Bruno Cantini/Atlético Mineiro)

Oportunidade

Quando Vitor Mendes tinha apenas 15 anos, veio a grande oportunidade levada por um tio. A chance de ir para o Sudeste e fazer testes em equipes bem estruturadas a quase 2,5 mil km de casa e terminar as categorias de base em São Paulo.

"Foi graças ao tio Júnior, um grande amigo pessoal que foi o verdadeiro anjo da guarda da minha vida. Foi ele o responsável pela minha ida para São Paulo, ao arranjar um teste na Ponte Preta. Lá tive meu primeiro 'não' , mas não me abalei. Fomos para o interior paulista, onde havia testes na Inter de Limeira, onde fui aprovado e ali começou minha trajetória".

Vitor Mendes é um dos destaques do Juventude no Brasileirão (Fernando Roberto / Agência Futpress)

Caminhada

Para superar as adversidades, Vitor Mendes revelou que sempre contou com o apoio da família. Algo que tirou um pouco do peso da caminhada. Além disso, o jogador se destacou nas bases de grandes clubes como Santos, conhecido por revelar vários talentos, e Atlético-MG. Vitor pôde ter o auxilio de nomes conhecido do futebol nacional, como o ex-meia Elano - que foi à Copa de 2010 -, o paraense Manoel Maria, ídolo santista, e Jorginho - campeão do mundo pela Seleção Brasileira, em 94.

Agora no Juventude-RS, Vitor fez questão de valorizar a estrutura do clube, que tem dois campos de treino, academia e Estádio Alfredo Jaconi, um dos mais míticos do país, por causa da neblina característica em Caxias do Sul: "É um clube que revela grandes jogadores, como o nosso capitão [da Seleção] Thiago Silva. Agora estou tendo esse privilégio de fazer parte deste clube que acredita no meu trabalho", comentou.

Coração bicolor

Ainda trilhando o caminho rumo ao auge da carreira, Vitor Mendes disse que tem o sonho de jogar no futebol espanhol, seja em um clube que aposta em jovens, como o Sevilla, ou até mesmo chegar em outro patamar, como no Real Madrid. Porém, de acordo com Vitor, ele pretende sim retornar ao futebol paraense, dessa vez como profissional, e vestir a camisa do clube do coração: "Eu acompanho o Paysandu e o Remo. Mas torço mesmo para o Paysandu, meu time de criança e que espero um dia espero vestir a camisa", concluiu.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES